Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

A caixa que já foi mágica

Um blog de opinião sobre a televisão portuguesa

Fútil Show

Fama Show da SIC é um programa que mostra a vida dos famosos. A ideia é boa, a concretização é má.

 

O programa do passado domingo girou à volta de três situações: a primeira foi meter várias pessoas "famosas", cada uma na sua vez, a tentar perceber quanto tempo aguentam debaixo de água; a segunda mostrava a viagem feita pelos modelos "manos Guedes" e a terceira é a rubrica "Tem fama mas não é o Obama", ou seja, aparece alguém conhecido com uma máscara do presidente dos EUA e são dadas pistas para descobrir quem é.

 

No Verão os conteúdos devem ser mais leves, não precisam é de chegar a este ponto.

 

Depois temos as "beldades" que apresentam o programa. Elas são cinco: Laura Figueiredo, Rita Andrade, Vanessa Oliveira, Andreia Rodrigues e Cláudia Borges.

 

Laura Figueiredo é uma cara bonita e não passa disso mesmo. Rita Andrade, por mais anos que passem, tem sempre o registo SIC Radical. Vanessa Oliveira mesmo tendo mais experiência que todas as outras, não evolui. Andreia Rodrigues e Cláudia Borges são as que parecem ter mais jeito para o assunto, mas as oportunidades que lhes são dadas não chegam para mostrar bom serviço, especialmente Cláudia Borges que já anda nesta andanças desde o Disney Kids.

 

Ao ver todas estas cinco "apresentadoras" a dizer uma frase de cada vez, para introduzir um assunto, é importante lembrar que, por exemplo, Iva Lamarão é bonita e sabe o que faz. O problema é que a meteram a entregar carros de mês a mês, talvez por ser uma comunicadora que tem nome de valor acrescentado, como as chamadas que se fazem para ganhar o prémio.

 

Fama Show é líder de audiências, ainda este domingo o foi, mas deixou de ser um programa sobre a vida dos famosos, para passar a ser um desfile de futilidades.