Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

A caixa que já foi mágica

Um blog de opinião sobre a televisão portuguesa

É de pedir aos céus

Rosa Fogo estreou, na SIC, na passada semana. O resultado que fez no primeiro episódio fez crer que a continuação dos bons resultados de Laços de Sangue poderiam ter continuação. 

 

Aliás, a nova produção do canal obteve um resultado bem melhor que a antecessora, que termina este domingo. 

 

Duas semanas bastaram para que essa ideia se dissipa-se. Os resultados de Rosa Fogo descem, praticamente, de dia para dia. Com estas audiências a SIC terá uma dor de cabeça nos próximos tempos. 

 

A verdade é que Laços de Sangue começou "mal" e acabou por se tornar num sucesso do canal. Rosa Fogo começou bem, logo terá mais hipóteses de subir.

 

Quanto ao produto em si, são necessárias algumas observações. As imagens da Argentina são de uma qualidade impressionante para este tipo de produções, o elenco é bastante bom, as interpretações são boas, os cenários estão muito bem conseguidos, mas os núcleos cómicos são o melhor da novela. 

 

No leque dos actores é necessário destacar quatro pessoas. Irene Cruz e a menina, Matilde Miguel, estão a fazer grandes interpretações. 

 

Os outros dois casos são diferentes. Joaquim D´Almeida, pela primeira vez numa novela, morre, infelizmente, no primeiro episódio. Soraia Chaves mostrou que é uma das melhores actrizes da sua geração, mas também teve um fim precoce. Para terminar, a ideia de juntar uma criança a um cão Labrador foi muito boa.

 

Rosa Fogo tem todos os ingredientes para alcançar bons resultados. Apenas a autora demonstra alguma fragilidade nos diálogos o que faz cair a qualidade da novela.

 

Resta à SIC fazer como diz a música do genérico: "Pedir aos céus!".

 

Nota: Na quinta-feira, no horário das 22:30 e onde irá ficar depois do final de Laços de Sangue, obteve um dos melhores resultados com 10% de rating (menos de um milhão de espectadores) e 26,6% de share. É importante referir que a novela teve apenas 30 minutos de duração e que concorreu com cerca de 15 minutos de intervalo na TVI.

1 comentário

Comentar post