Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

A caixa que já foi mágica

Um blog de opinião sobre a tv portuguesa

31
Out11

Boa Voz

Tiago Lourenço

A Voz de Portugal estreou no passado sábado na RTP1. Os sábados são, desde há muito tempo, as noites escolhidas pelo canal para mostrar a sua maior aposta no entretenimento de cada ano. 

 

Sendo uma noite de fim-de-semana, obviamente, é um dia em que as televisões têm uma queda no número de espectadores, especialmente à noite. 

 

Os responsáveis da estação escolheram então o data de 29 de Outubro e o programa teve de começar depois das 22H00 devido ao futebol na TVI

 

O resultado foi bem melhor do que aquilo que se previa. Foi o programa mais visto do dia com 7.8% de rating e 23.7% de share, ultrapassando, por larga margem, por exemplo, Rosa Fogo, a novela da SIC.

 

A Voz de Portugal é apresentado por Catarina Furtado que está igual a si mesma, sem nenhuma novidade a apontar. O formato é um dos melhores criados, nos últimos anos, relativamente aos concursos de procura de cantores. 

 

Os mentores, em substituição dos jurados, foram muito bem escolhidos e, finalmente, existe um grupo de pessoas que percebe de música. São eles: Paulo Gonzo, Rui Reininho, Anjos e Mia Rose.

 

Ainda assim, existem alguns defeitos a apontar. O início começou mal, com Catarina Furtado a explicar o funcionamento do concurso com um fundo virtual de bradar aos céus. 

 

Os problemas de som, especialmente quando as famílias dos candidatos assistem às provas, são inadmissíveis. Há também algo que faz alguma confusão. 

 

Num sem número de candidatos houve apenas uma que cantou em português. Gerou-se uma aversão a música cantada na nossa língua neste tipo de programas que é difícil de perceber. 

 

É pena! Vamos ter uma voz de Portugal que, provavelmente, não canta em português.

Facebook

Audiências - TOP 5

As audiências voltam a ser atualizadas em setembro.

Novidades

"Vale Tudo" regressa à SIC depois do verão

Mais sobre mim

foto do autor