Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

A caixa que já foi mágica

Um blog de opinião sobre a televisão portuguesa

BOMBEIROS INVOLUNTÁRIOS

 

 

É cada vez mais visível que alguns apresentadores da televisão portuguesa, não passam de bombeiros para os canais.

 

 

 

 

 

José Figueiras foi, em tempos, o caso mais flagrante. Sem nenhum programa no canal principal da SIC, fez, durante vários anos, de bombeiro de Fátima Lopes. Ocupou o lugar da apresentadora nas suas férias durante os extintos programas SIC 10 HORAS e Fátima. Mais tarde, acabou por enterrar o formato Vida Nova,  no momento da saída da apresentadora para a TVI.

 

Mas as substituições não se ficaram por aqui. Substituiu também Fernando Rocha no mega-flop A ganhar é que a gente se entende. Até na SIC Internacional Figueiras, no programa Alô Portugal, substituiu Carlos Ribeiro. Projectos pensados para ele não teve nenhuns durante anos e não foi por isso que deixou, alguma vez, de ser profissional e ,só por isso, já merecia um prémio do canal de Carnaxide.

 

E se a SIC tem o seu bombeiro oficial, também a TVI tem a sua.

 

Iva Domingues não se livra da fama, nem do proveito. Começou por ficar no lugar de Cristina Ferreira nas suas férias, ao lado de Manuel Luís Goucha no Você na TV. Aquando da saída de Júlia Pinheiro para a concorrência, ocupou o lugar deixado vago e assumiu os comandos de Depois da Vida e, a partir daí, não mais parou. Agora é que Conta, A tarde é Sua, Euromilhões e fazer promoções de carros para oferecer, tem sido a sua vida.

 

Engane-se quem pensa que são só os canais privados que têm os seus bombeiros. A RTP também os tem. Serenella Andrade e Júlio Isidro são os casos mais flagrantes.

 

Mesmo sendo uma espécie de bombeiros involuntários, qualquer um destes apresentadores tem um percurso televisivo que fala por eles próprios. E, apesar de serem meros substitutos, nenhum deles pode ser acusado de não ser profissional naquilo que faz.