Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

A caixa que já foi mágica

Um blog de opinião sobre a televisão portuguesa

Curtas e Boas

 

 

Este domingo, a TVI emite um especial sobre Angélico Vieira antes da gala de Secret Story. O objectivo? Publicitar o lançamento do novo CD e conseguir alguns bons resultados audiométricos. Ou seja, qualquer homenagem que possa vir a ser feita terá pouco ou nenhum valor. A ideia principal será sempre fazer dinheiro com a desgraça de um jovem que é um exemplo de como não se deve conduzir.

 

A RTP transmitiu o tradicional Natal dos Hospitais e este foi, como sempre, um rolo compressor, ou melhor, 11 horas de emissão correspondem a 11 horas de liderança do canal público. Goste-se ou não, a tradição ainda se mantém em algumas situações e, não sendo esta tradição ofensiva, era bom que continua-se.

 

Júlia Pinheiro afirmou ao Diário de Notícias ser "um bicho teimoso", isto relativamente ao seu programa das manhãs. Querida Júlia fez, este ano de estreia, resultados muito maus na SIC. Foi um balde de àgua fria para quem pensava que, no regresso da apresentadora ao canal de Carnaxide, ela chegava, via e vencia. O que aconteceu foi que Júlia chegou, viu e perdeu. Ainda assim, desde que As Cartas da Maya estrearam, Querida Júlia subiu os resultados e, na passada sexta-feira ultrapassou a Praça da Alegria. O programa está, por isso, bem lançado para, pelo menos, ter uma ano melhor do que o de 2011.