Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

A caixa que já foi mágica

Um blog de opinião sobre a televisão portuguesa

Vendas públicas

A RTP recebe dinheiro dos contribuintes, não recebe?

 

A RTP recebe dinheiro pela publicidade que imite, não recebe?

 

A RTP deve prestar serviço público e ser uma alternativa aos canais privados, não deve?

 

Então porque é que todos os dias, de madrugada, são exibidas cerca de duas horas de televendas?

 

É difícil aceitar que se pague por um serviço que nos dá o mesmo que os outros ou pior ainda. Que a TVI ou SIC o façam é lá com eles já que são canais privados. Pelo contrário, a RTP, e refiro-me ao primeiro canal, não deve tomar este tipo de escolhas. Se já são muitos aqueles que notam poucas diferenças entre público e privado, com este caso, a diferenças tornam-se ainda menores.

 

Não é de estranhar que os canais por cabo tenham cada vez mais seguidores visto que, eles sim, são uma alternativa ao resto, o que não quer dizer que a RTP se tenha de desleixar a este ponto. A não ser que os dirigentes da estação acreditem que a venda de produtos, muitos deles enganadores , seja um bom serviço prestado ao público mas, tendo em conta que esses mesmo dirigentes colocam novelas brasileiras e de baixa qualidade  na grelha do canal, tudo é possível.

 

Esta não é a RTP que faz falta ao espectador e talvez seja mesmo isso que interessa. Assim, o processo de privatização torna-se mais fácil.