Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

A caixa que já foi mágica

Um blog de opinião sobre a televisão portuguesa

Do mal o menos



A SIC sabe que a nova aposta para os domingos à noite não vai vencer a terceira edição de Secret Story 3. Toca a Mexer, o programa que vai meter pessoas com excesso de peso a perdê-lo e a dançar, é a ideia que o canal teve para minimizar a derrota que, por causa da falta de dinheiro para apostar em algo maior, vai sofrer.

Não é por acaso que Júlia Pinheiro não se chegou à frente para apresentar este reality-show que me parece dado como derrotado ainda antes de começar. Se isso não acontecer, será a maior surpresa televisiva do ano até ao momento.

Toca a Mexer é um original americano de um canal por cabo, o que não quer dizer que não tenha qualidade mas, de facto, não trás nada de novo. É uma mistura estranha entre Peso Pesado e Dança Comigo e estreia dia 23 de setembro.

Para caras do programa, o canal de Carnaxide escolheu Bárbara Guimarães para apresentadora, Rita Ferro Rodrigues para co-apresentadora, Diana Chaves, Paulo Futre e Miguel Abreu para membros do júri.

A escolha da apresentadora principal revela, desde logo, a noção de derrota. Bárbara, já se percebeu, não é chamariz para o grande público e tem a imagem desgastada depois de ter sido jurada de Ídolos, que terminou há pouco mais de um mês. Diana Chaves foi escolhida para fazer render o contrato de exclusividade, Paulo Futre para "apalhaçar" e Miguel Abreu, praticamente desconhecido, para que exista uma opinião que tenha uma noção de espetáculo. É um mau leque!

A estação precisa é de gordos a fazer figurinhas e o júri serve apenas para encher chouriços. No meio de todas as escolhas salva-se a de Rita Ferro Rodrigues. É boa comunicadora e já merecia uma nova oportunidade para aparecer em antena. Vai fazê-lo nas galas de domingo e durante toda a semana nos diários.

Repito: A SIC sente ,embora obviamente não o admita, sabe que vai perder mas apostou em Toca a Mexer para que não seja por muitos. Posso até estar a antecipar-me demasiado e o programa, se bem produzido, até poder nem sair mal de todo, mas não vai chegar.

A diferença vai ser grande a não ser que a nova Casa dos Segredos seja ainda mais do mesmo.

3 comentários

Comentar post