Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

A caixa que já foi mágica

Um blog de opinião sobre a televisão portuguesa

É disto que o meu povo gosta

Nem o jogo entre Benfica e Sporting abalou a estreia de Big Brother VIP na TVI. A primeira gala rendeu ao canal uma média de 1 milhão 983 mil espectadores, atirando o concorrente Vale Tudo para a o 9º. lugar da tabela dos mais vistos com o pior resultado de sempre. Quase 5 em 10 pessoas que assistiam televisão àquela hora estavam a ver o reality-show.

 

Quanto ao programa em si, a primeira gala foi igual a tantas outras, não trouxe qualquer tipo de novidade. Mostrou foi uma versão do Big Brother bem ao estilo de Secret Story. Nem a música característica dos programas passados sobreviveu.

 

Contudo, a TVI deu um golpe de mestre. Separar a casa em duas, uma zona "rica" e uma zona "pobre", foi uma boa ideia e que trouxe o fator novidade. Relembro que, supostamente, a SIC estava tentada a adaptar Mundos Opuestos que é, nada mais nada menos, que aquilo que o canal 4 apresentou agora. Antecipou-se assim e estragou o planos da concorrência.

 

Os VIP escolhidos não o são mas foi sempre assim. Uns são conhecidos e outros "semi-conhecidos" que procuram relançar-se no mundo da fama.


Teresa Guilherme esteve igual a si mesma talvez, em certos momentos, demasiado brejeira.

 

Este Big Brother VIP vai dar um novo fôlego à TVI. Vai apagar o Vale Tudo da SIC e, nos primeiros dias, vai dificultar os excelentes resultados que Dancin´Days tem conseguido alcançar e ultrapassá-los. De resto, ao domingo está ganho, durante a semana o VIP´s vão ter mais dificuldades.

1 comentário

Comentar post