Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

A caixa que já foi mágica

Um blog de opinião sobre a tv portuguesa

09
Out13

Estratégias, estreias e resultados

Tiago Lourenço

 

 

Esperei que a maioria das estreias dos canais generalistas acontecessem para englobar tudo num post e comentar as estratégias e os seus resultados.

 

 A RTP1 surpreendeu ao colocar a sua novela portuguesa low-cost, Os Nossos Dias, num horário onde há muitos anos não existiam, às 12H00. A aposta não me pareceu má mas, até agora, ainda não conseguiu convencer nas audiências.

 

Com esta medida, o canal do Estado encurtou a duração da Praça da Alegria depois de ter apostado na sua dupla mais forte, João Baião e Tânia Ribas de Oliveira, para as manhãs. Algo com pouca lógica.

 

Nas noites fez regressar o Quem Quer Ser Milionário? com Manuela Moura Guedes na apresentação, a maior surpresa da temporada. Fez bem. O que não correu da melhor forma foi a pergunta, com todas as hipóteses de resposta erradas, que eliminou uma concorrente. A RTP devia ter assumido o erro e repescar a concorrente. Não o fez e fez mal.

 

A SIC estreou, em pouco mais de um mês, seis novelas. Foi uma má gestão da grelha que lhe pode ter custado a liderança no horário nobre. Amor à Vida teve uma primeira semana com números arrebatadores que, com a chegada de Sol de Inverno, desceram a pique muito por culpa do horário mais tardio em que foi emitida.

 

A novela protagonizada por Rita Blanco e Maria João Luís chegou embalada pelos bons resultados do final de Dancin´Days mas foram sol de pouca dura.

 

A Guerreira estreou já depois das 23H00 encaixada entre cinco novelas no horário nobre. As audiências iniciais não foram tão animadoras como as das parceiras e, mesmo assim, têm vindo a descer.

 

Rosa Fogo voltou no horário de almoço do canal sem qualquer tipo de promoção e Senhora do Destino regressou no horário das 18H00, ambas com resultados não muito animadores. Se bem que esta última tem tendência para subir. Já Sangue Bom não está a conseguir segurar os bons resultados de Cheias de Charme e isso pode ser perigoso para SIC. Com um acesso ao prime-time mais fraco, o Jornal da Noite tem mais dificuldades em se impor e ajudar a restante programação. 

 

Diria que a verdadeira jóia da coroa foi o Factor X. Estreado este domingo, conseguiu vencer o concorrente Secret Story em toda a linha. Esta sim é a verdadeira vitória do canal de Carnaxide e um sinal de que o público pode estar cansado das gentes pouco "ortodoxas" que participam no reality-show da TVI.

 

Por falar em TVI, esta viveu e vive um grande dilema. Belmonte precisa de manter o principal horário onde, por pouca margem, tem vencido Sol de Inverno. O problema é que com essa opção A Casa dos Segredos vê-se atirada para segundo plano e isso pode prejudicar as galas aos domingos. Se a maioria do público não vê os concorrentes durante a semana, interessa vê-los só aos domingos?

 

Uma coisa é certa, com a RTP fora do campeonato, há muito tempo que não se assistia a uma "luta" tão renhida entre as privadas. Sol de Inverno e Belmonte andam taco-a-taco mas, mais tarde ou mais cedo, uma delas vai destacar-se.

 

Já aos domingos Factor X e Secret Story vão continuar a medir forças sem bem que aí parece-me que Teresa Guilherme vai acabar por levar a melhor.

1 comentário

Comentar post

Facebook

Audiências - TOP 5

As audiências voltam a ser atualizadas em setembro.

Novidades

"Vale Tudo" regressa à SIC depois do verão

Mais sobre mim

foto do autor