Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

A caixa que já foi mágica

Um blog de opinião sobre a televisão portuguesa

Enquanto não souberem

facebook.jpg

 

Viva La Diva

 

   O "Festival Da Canção" regressou este domingo para a primeira semi-final. Estava envolto em esperança depois das promessas de renovação por parte de quem o idealizou.

 

   Afinal, não foi nada disso. Não percebi onde está a inovação e a renovação. É que não chega trazer sangue novo para o festival se depois as músicas ainda cheiram a naftalina.

 

   Enquanto não souberem o que é o "Festival Eurovisão da Canção" não vamos sair deste buraco. E será que não sabem ou será que não querem saber?

 

   Em oito músicas, houve uma capaz de ser uma boa representante no certame internacional. Justamente a número oito e a justa vencedora desta primeira semi-final.

 

   Numa rápida incursão por todas as músicas tenho a dizer o seguinte: a primeira foi um falhanço incrível; na segunda não consegui perceber o que as meninas cantavam; na terceira tinham a boa voz de Fernando Daniel, deram-lhe uma música fraquinha e ainda por cima com instrumental altíssimo; Deolinda Kinzimba cantou a quarta música e não souberam utilizar o seu potencial; a canção número cinco foi um bocejo; a número seis foi uma boa tentativa e a canção número sete é bonita mas não serve.

 

   Em suma, o regresso do "Festival da Canção" foi uma montanha que pariu um rato. Já agora, falta ainda deixar uma nota negativa para Sónia Araújo e José Carlos Malato na apresentação.

 

facebook.jpg