Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

A caixa que já foi mágica

Um blog de opinião sobre a televisão portuguesa

Finalmente!

   

facebook

 

 

 

 

 

   Já várias vezes critiquei a RTP pelas suas séries. Grande parte delas não são mais do que "novelas travestidas" e de muito menor qualidade do que as produções dos canais privados, ou então não se aguentam de tão enfadonhas.

 

   Tida como a maior aposta de ficção do canal do Estado, para este ano, "Ministério do Tempo" faz jus ao anunciado.

 

   Assisti ontem ao primeiro episódio depois de ter ficado agradavelmente surpreendido com o trailer divulgado nas redes sociais. 

 

   Esta série é verdadeiramente inovadora, se pensarmos que se trata de um produto português. Tem bons atores, alguns deles andavam desaparecidos, e uma excelente história, diferente do que se fez e do que se faz em Portugal.

 

   Obviamente que tem lacunas, na história, por exemplo, e os cenários computadorizados também não são perfeitos, embora não envergonhem.

 

   Além de um boa série, esta adaptação de um sucesso espanhol, é verdadeiro serviço público já que tem uma vertente histórica bastante vincada.

 

   Eu e mais de 558 mil espetadores assistimos a esta estreia. Num horário difícil, o das 21H00, teve e tem de competir com os noticiários e as principais novelas da concorrência. Ficou atrás de todos, mas não deixou de ter um honroso resultado, sendo o 14º. programa mais visto do dia.

 

   No mesmo horário, a TVI ficou em primeiro lugar, seguida da SIC.

 

ministerio.jpg

 

facebook

 

 

 

1 comentário

Comentar post