Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

A caixa que já foi mágica

Um blog de opinião sobre a tv portuguesa

17
Jan15

Ironia

Tiago Lourenço

 

 

Nesta sexta-feira assisti a parte da emissão que a RTP dedicou aos 55 anos de carreira de Júlio Isidro.

 

 

 

 

O apresentador iniciou o seu percurso no canal público num programa juvenil e teve em O Passeio dos Alegres um dos seus maiores sucessos. Nele, descobriu ou relançou artistas como Herman José, Ana Bola ou Maria Viera.

 

A RTP não fez mais do que a sua obrigação. Homenageou um dos melhores comunicadores do país que tanto deu e ainda dá àquela estação.

 

Contudo, não deixa de ser irónico que o canal homenageie Júlio Isidro e não tenha sequer espaço para ele no seu canal principal. Tem apenas o programa Inesquecível na RTP Memória.

 

É claro que uma televisão precisa de se renovar e é claro que defendo isso mesmo. Defendo, sobretudo, a valorização de novas pessoas que tenham talento. Ainda assim, esta homenagem sabe apenas a um prémio de consolação.

 

Um homem que descobriu tantos talentos não tem, por exemplo, lugar como jurado no programa Got Talent Portugal que estreia este domingo?

 

Não tem mas devia ter por variadíssimas razões.

 

Seja como for, parabéns Júlio Isidro!

Facebook

Audiências - TOP 5

As audiências voltam a ser atualizadas em setembro.

Novidades

"Vale Tudo" regressa à SIC depois do verão

Mais sobre mim

foto do autor