Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

A caixa que já foi mágica

Um blog de opinião sobre a televisão portuguesa

Love on Top - a estreia e os resultados

 

Neste sábado à noite foi tempo de estar em casa com os amigos. Entre comer "porcarias" e escolhermos um filme para assistir, demos uma vista de olhos pela estreia do Love on Top da TVI.

 

 

O novo "dating-show" do quarto canal junta seis mulheres e seis homens na mesma casa em busca do "amor". Sem estúdio, sem público e com Teresa Guilherme na apresentação, a gala de estreia mostrou alguns pontos positivos e outros negativos.

 

A apresentadora esteve pouco segura na condução do formato, ainda não se percebeu a 100% como será o desenrolar do programa e o facto de ter apenas galas ao sábado e Extras todos os dias depois da meia-noite vai-lhe retirar muita visibilidade. Parece-me que o maior interesse aqui é manter ativo o canal TVI Reality já que a grelha da generalista está novamente centrada nas novelas.

 

Quanto aos pontos positivos tenho a destacar a casa onde vão estar os concorrentes, a interatividade (aplicação online) e, à primeira vista, um muito bom casting, depois do péssimo que a Endemol fez para A Quinta.

 

Em suma, e dentro do género, não posso dizer que Love on Top seja um mau programa. Pelo contrário, é diferente, bem feito e inovador relativamente àquilo que se fez em Portugal até hoje.

 

A estreia rendeu a liderança no horário nobre a TVI. O reality-show ficou em segunda lugar nas audiências e levou a melhor sobre todas as novelas da SIC.

 

Love on Top não será um grande sucesso porque também não está pensado para isso.

 

Fará a sua missão de subir as audiências do canal Cabo que lhe é dedicado, fará a TVI subir no late-night e vai dar que falar nas redes sociais incutindo o interesse em descarregar a aplicação. 

 

Faça "like" na página do blog no Facebook e não perca os próximos artigos!

1 comentário

Comentar post