Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

A caixa que já foi mágica

Um blog de opinião sobre a tv portuguesa

22
Mai17

Os Globos da SIC

Tiago Lourenço

facebook.jpg

2017-05-21-_DSF8559.jpg

 

 

     A Gala dos "Globos de Ouro" de 2017 foi para o ar este domingo, na SIC.

 

    Cada vez mais, os "Globos de Ouro" são os globos da SIC. As músicas nomeadas passam em novelas do canal. As atrizes e atores nomeados e vencedores trabalham, na sua maioria, para o canal de Carnaxide. Isso é cada vez mais evidente sobretudo no prémio "Revelação" que, aliás, está a gerar polémica. Não é que aqueles que foram nomeados e que tenham recebido um Globo não o mereçam. A questão aqui é que pode existir uma certa descredibilização dos prémios em si.

 

   A verdade também é que vencer um "Globo de Ouro" não é assim tão importante. Por exemplo, a SIC devia mencionar, na promoção das suas novelas, que determinada atriz ou determinado ator são detentores daquele prémio, tal como se faz com os "Óscares". 

 

   Claro que isto não retira importância a esta entrega de prémios, já que é uma das únicas vezes em que se fala de Teatro em televisão, de Cinema português ou até de outras modalidades do Desporto que não sejam o futebol.

   

   Este ano, a cerimónia foi apresentada por João Manzarra, o que deu um toque mais descontraído e divertido ao evento. Manzarra subiu de forma e esteve bem.

   

   A gala não proporcionou extraordinários momentos de interesse e foi menos interessante ainda quando Fernando Santos, Selecionador nacional de futebol, recebeu dois prémios na mesma noite, sendo que um deles é o de "Mérito e Excelência". Mais uma vez, não que não o mereça, mas porque existem tantas figuras que o mereciam e nem mencionados foram.

 

   O melhor momento da noite foi aquele em que Rodrigo Guedes de Carvalho falou sobre violência doméstica. Bárbara Guimarães, que está envolvida num processo judicial do género com o ex-marido Manuel Maria Carrilho, estava ao seu lado e emocionou-se.

 

   Os "Globos de Ouro" passaram a ser, sobretudo, o momento em que as figuras públicas exibem os seus fatos e vestidos emprestados. Prova disso é que, já há vários anos, o especial sobre a "passadeira vermelha", exibido anteriormente, tem mais audiência do que a própria gala.

 

   Este ano, a cerimónia subiu nas audiências em relação a 2016. Foi o quarto programa mais visto de domingo, com cerca de 954 mil espetadores em média.

 

Lê também:

postsimples_fichatecnica_V2.png

Ficha Técnica com Pedro David: "Ganhei muito respeito pela minha voz"

facebook.jpg

 

Facebook

Audiências - TOP 5

As audiências voltam a ser atualizadas em setembro.

Novidades

"Vale Tudo" regressa à SIC depois do verão

Mais sobre mim

foto do autor