Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

A caixa que já foi mágica

Um blog de opinião sobre a tv portuguesa

27
Abr17

Programas de futebol? Conteúdo ZERO

Tiago Lourenço

facebook.jpg

 

image.jpg

 

   Abordar este assunto é cuspir no prato que já me deu de comer. Contudo, há alguns anos que não como deste prato, e sei que uma das razões que me afastou foi esta loucura ridícula do futebol.

 

   Existem uma imensidão de modalidades desportivas em que os portugueses são bons: atletismo, automobilismo, motociclismo, judo, canoagem, ciclismo, e tantas outras. Mas o futebol move milhões – de euros – e isso conta muito mais para a imprensa. Não quero com isto culpar os responsáveis pelos meios de comunicação em Portugal, mas sim o público que consome notícias e dá audiência a estes programas de comentários.

 

   Há uns anos ninguém acreditaria que ser comentador de futebol ia ser uma profissão. Hoje, não só é uma profissão, como parece ser uma das formas mais eficazes de chegar ao público português.

 

   Vejamos o caso daquele comentador candidato à Câmara Municipal de Loures, pelo PSD. André Ventura ganhou notoriedade nos últimos tempos na CMTV e agora tenta a sua sorte nas autárquicas. Estes programas são típicos a fazer emergir pessoas do nada…e não me venham dizer que o André Ventura já era uma pessoa muito conhecida, porque eu nem sabia quem ele era, e o meu barómetro é que conta!

 

   O pior destes programas não são as pessoas que lá estão a comentar e que acham digno ganharem dinheiro a analisar…NADA. O pior destes programas é que, através deles, percebemos que o público português gosta de consumir coisas sem conteúdo. Gosta de consumir horas de televisão em que se avaliam lances de jogos até à exaustão e nunca se chega a uma conclusão.

 

   Porquê? Porque os critérios de arbitragem, apesar de estarem definidos, podem sempre ser interpretados de várias formas. Os lances podem ser vistos de ângulos diferentes, tanto pelo árbitro como pelo espectador, e até pelos atletas que estão em campo. Lógico que existem coisas óbvias, mas para isso não são precisos comentadores, só precisamos de olhos para ver que é falta.

 

   Juro que não entendo o fenómeno! Eu própria, às vezes, dou por mim a ver estes programas. A maior parte das vezes porque algum antigo colega os está a conduzir e o factor proximidade acaba por me fazer colar uns minutos ao ecrã. Contudo, sinto sempre que estou a ver uma coisa que não me adianta nada. Não quero que estes programas acabem, nem que o futebol seja uma modalidade esquecida. Só gostava de viver num país diferente, com pessoas que consumissem conteúdos com qualidade, e onde a televisão pudesse ser um meio de comunicação para aprendermos algo novo todos os dias.

 

   Tenho televisão no quarto e não a ligo há meses…o Netflix e o Youtube são a minha nova “Caixa Mágica”. Mas isso fica para a próxima crónica.

 

facebook.jpg

 

Facebook

Audiências - TOP 5

As audiências voltam a ser atualizadas em setembro.

Novidades

"Vale Tudo" regressa à SIC depois do verão

Mais sobre mim

foto do autor