Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

A caixa que já foi mágica

Um blog de opinião sobre a tv portuguesa

30
Mai17

SIC altera programação a 5 de junho

Tiago Lourenço

facebook.jpg

 

674370-970x600-1.jpeg

 

Os péssimos resultados de "Novo Mundo", às 19H00, terão sido a causa das mudanças na programação da SIC já a partir de segunda-feira.

 

 

   Com quatro portugueses no elenco, a novela brasileira "Novo Mundo", estreou em maio no horário de acesso ao prime-time. A trama não se conseguiu impor e colocou o canal de Carnaxide numa má posição. A audiência média dos cerca de 23 episódios exibidos não foi além dos 3,1% de rating e 10.1% de share. Bem longe do líder "Apanha Se Puderes", da TVI, e do "Preço Certo", da RTP1, vice-líder às 19H00.

 

   A SIC foi obrigada a mexer-se e o "Gosto Disto!" regressa já no dia 5 de junho. Apresentado por Andreia Rodrigues e César Mourão, o formato conta com a exibição de vídeos caseiros e alguns momentos de humor, protagonizados pelo ator e apresentador. O programa vai ocupar o horário deixado vago por "Novo Mundo" que é atirada para a madrugada.

 

   Ainda antes deste regresso, a reposição de "Laços de Sangue" é alargada em meia hora. Por sua vez, o "Juntos À Tarde" perde 30 minutos de exibição.

 

   Neste dia estreia ainda outra novela da TV Globo, às 23H30. "A Força Do Querer" é uma história de Glória Perez, autora de sucessos como "O Clone", "Explode Coração" e "Caminho das Índias".

 

   Com esta medida, a SIC passa a contar com mais de quatro horas de novelas no horário noturno, pelo menos até ao final de "A Lei Do Amor" que já entrou nos últimos episódios.

 

Lê também:

postsimples_fichatecnica_V1.png

Ficha Técnica com Mariana Marques: "Não pretendo regressar à televisão tão cedo"

facebook.jpg

 

 

 

 

21
Mai16

Queen e Adam Lambert dão bons resultados à SIC Radical

Tiago Lourenço

 

 

O concerto transmitido esta sexta-feira à noite, em direto do Rock in Rio Lisboa, foi visto por mais de 200 mil espetadores.

 

 

 

 

A SIC Mulher, a SIC Radical e a SIC Caras transmitiram, em simultâneo, o concerto que juntou os Queen e Adam Lambert no mesmo palco. Em directo do Rock in Rio Lisboa, a transmissão rendeu cerca de 225 mil espetadores. 

 

A SIC Radical foi o canal preferido para acompanhar o espetáculo. Com início pelas 00H20, o concerto rendeu à estação 1,4% de rating e 8% de share.

 

A SIC Radical é o canal que mais está a beneficiar com a transmissão do Rock in Rio Lisboa, que iniciou na passada quinta-feira. Ontem, por exemplo, mais que triplicou o share diário do início da semana. 1,8 % de share foi o resultado desta sexta-feira, tornando-se o 8º. canal mais visto do Cabo.

 

Os dados apresentados são da responsabilidade da CAEM, entidade responsável por medir as audiências televisivas em Portugal.

 

Faça "like" na página do blog no Facebook e não perca os próximos artigos!

11
Jan16

The Voice Portugal arrasa Peso Pesado Teen

Tiago Lourenço

 

 

Domingo foi uma noite de extremos. The Voice Portugal alcançou o seu melhor resultado de sempre e o best of de Peso Pesado Teen registou um resultado desastroso.

 

 

O talent-show da RTP1 chegou ontem ao final e registou o melhor resultado de sempre. The Voice Portugal conseguiu uma audiência média de 13% com um share de 27,2%.

 

O programa que sagrou Deolinda Kinzimba como grande vencedora arrecadou, em média, 1 milhão e 255 mil espetadores.

 

 Por sua vez, o best of do programa da SIC foi um autêntico desastre ao registar uma média de apenas 225 mil espetadores. Um resultado digno de um programa emitido de manhã ou mesmo um programa de um canal pago. 2,3% de rating e 6,3% de share, foram os números registados por Peso Pesado Teen.

 

O programa mais visto do dia foi o Jornal das 8, da TVI, e a gala de A Quinta: O Desafio ficou-se pelo terceiro lugar, atrás do programa da RTP1.

01
Mai15

Novelas brasileiras - Especial II

Tiago Lourenço

 

Todos os canais generalistas portugueses já emitiram novelas brasileiras. Sejam da TV Globo, da TV Record ou da TV Bandeirantes.

 

Desde 1977, com estreia de Gabriela, passaram pela televisão portuguesa 165 novelas da Globo. Muitas delas foram emitidas pela SIC que alicerçou a sua liderança nas audiências nas produções brasileiras.

 

A programação do canal de Carnaxide, nos anos 90, assentou sobretudo neste produto de manhã à noite.

 

Desde que as audiências são medidas em Portugal, Rei do Gado, Torres de Babel, Suave Veneno e Terra Nostra foram as novelas mais vistas pelo público.

 

Mais tarde, a imposição de novelas portuguesas por parte da TVI fez com que o público tivesse perdido o interesse nas histórias do povo irmão.

 

Desde essa data, apenas alguns nomes conseguiram sucesso ou um sucesso relativo no terceiro canal. Chocolate com Pimenta, Senhora do Destino, Alma Gémea ou, mais recentemente, Páginas da Vida conseguiram um lugar nas preferências do público.

 

Mais uma vez, Gabriela veio mudar o rumo da televisão. O remake da história de Jorge Amado formou dupla com a versão portuguesa de Dancin´ Days na SIC e tornaram-se imbatíveis em 2013. De repente, os tempos de outrora regressaram e os portugueses passaram a utilizar expressões de novelas brasileiras no dia-a-dia.

 

Avenida Brasil chegou pouco depois e fez sucesso tal como no Brasil. Amor à Vida e Cheias de Charme foram também líderes nos seus horários.

 

E, tal como em terras de Vera Cruz, as produções brasileiras estão, novamente na mó de baixo. Babilónia, Alto Astral e Império, exibidas atualmente, perdem para a concorrência.

 

A estreia da segunda novela portuguesa no horário nobre e o contrato que assinou recentemente com a Globo fazem prever que, pelo menos na SIC, as novelas brasileiras vão deixar de ter a importância que tiveram até aqui.

 

Ao longo dos anos podemos perceber que existem ciclos e que o público se tornou mais exigente. Contudo, basta existir uma boa novela para o espetadores voltarem a seguir os "folhetins" do Brasil.

 

07
Abr14

Domingo à noite

Tiago Lourenço

 

Os domingos à noite deixaram de ser os mesmos. A RTP apostou forte em The Voice Portugal. Dilvogou-o bem, escolheu um bom painel de jurados e os resultados apareceram. Só o futebol conseguiu mais público a um domingo à noite para o canal nos últimos anos.

 

 

Com estes resultados a estação do Estado finalmente foi a jogo. Pode dizer-se que apresenta o mesmo género de programa das privadas mas o que é certo é que o público reagiu bem e esta nova edição do talent-show, pelo menos pelos dois primeiro programas, merece.

 

Daqui para a frente, se o resultados se mantiverem, SIC e TVI vão ter muito em que pensar.

 

O canal de Carnaxide ainda não anunciou o que vai substituir Vale Tudo, que já deu o que tinha a dar. De emissão para emissão as audiências descem. Se a nova aposta for boa, pode ter a hipótese de voltar a vencer neste dia, algo que não acontece desdes os primeiros programa de Factor X.

 

É que a TVI, depois de A Tua Cara Não Me É Estranha: Kids, que também teve dificuldades frente à estreia da RTP, vai aventurar-se com o Rising Star. O formato que fez sucesso em Israel, nacionalidade do programa, é diferente daquilo que a estação de Queluz tem apresentado. Além disso, vais apostar numa nova dupla, Leonor Poeiras e Pedro Teixeira, e o programa vai ainda trazer a inovação de ser o público a escolher os concorrentes através do voto pelas redes sociais. Pode ser um grande sucesso ou, pelo contrário, colocar a TVI em maus lençóis.

 

Dependendo da aposta da SIC, parece-me que é a RTP quem vai ter mais a lucrar com a opção do quarto canal.

 

Enquanto a concorrência entre os canais generalistas se mantiver neste patamar, quem ganha é o espectador.

07
Set13

Princípio do fim?

Tiago Lourenço

A RTP2 está a alcançar as piores audiências de sempre. Em quase 45 anos de história nunca o segundo canal público tinha atingido resultados tão modestos.

 

Já aqui defendi várias vezes que uma estação do Estado não se pode, nem se deve focar demasiado nos resultados audiométricos mas, neste caso, a irrelevância dos números é tão grande que é preciso ter atenção. Segundo o Correio da Manhã, a RTP2 registou, de março a meados de agosto deste ano, uma média de 52 mil espetadores por dia.

 

Para que se tenha noção, um programa como o Você na TV, transmitido pela TVI de manhã, tem uma média bastante superior. O que está aqui colocado em causa é o facto de já serem tão poucos os que vêem o canal que se pode questionar se faz sentido continuar ativo. 

 

Para mim deve continuar mas com outro tipo de programação.

 

Se o segundo canal tivesse estes mesmo números mas apostasse mais noutro tipo de programas, maior variedade e mais ligados à cultura, por exemplo, era outro caso. Só que, de momento, a RTP2 vive de repetições, algumas delas vindas da RTP1, desenhos animados e um ou outro programa original.

 

Bairro Alto, Sociedade Civil ou Agora são o tipo de programas que se destacam na grelha e são esses que fazem a diferença. Apostar em caras e ideias novas era um bom começo para uma mudança necessária. Caso contrário, a irrelevância da RTP 2 tornar-se-á tão grande que deixará de fazer sentido a sua existência.

                                   

21
Jan13

Fenómeno até ao fim

Tiago Lourenço

O novo final de Gabriela não voltou a encerrar o parlamento - era difícil com ele fechado - mas pode dizer-se que parou grande parte do país.

 

A novela brasileira transmitida pela SIC este domingo alcançou o melhor resultado de sempre (22,4% rating e 40,9% share). Uma média de 2 milhões e 119 mil espectadores assistiu ao final da história da mulher com o cheiro de cravo e cor de canela.

 

Durante toda a sua exibição a novela foi um fenómeno. As expressões de alguns personagens ouviam-se na rua e os comentários aos episódios eram muitos. Este remake mereceu tudo isso. Desde atores, cenários ou edição, nada falhou e fizeram com que cada episódio não fosse televisão mas cinema.

 

Este resultado é ainda mais impressionante tendo em conta que já há vários meses as cenas do último episódio fizeram parte das revistas de televisão.

 

Esta foi a galinha dos ovos de ouro da SIC durante meses e vai-lhe fazer muita falta. Hoje será a prova dos nove. É uma espécie de antes de Gabriela e depois de Gabriela.

 

Para que se tenha noção, é preciso recuar a 2000 para que uma novela tenha feito um resultado tão expressivo no canal. A 14 de julho desse ano Terra Nostra "rebentava" a escala. Nessa altura a ficção brasileira ainda reinava em Portugal. 13 anos depois Gabriela volta a trazer público para as novelas brasileiras e para a SIC.

 

Nada substitui a adaptação do livro de Jorge Amado mas, no seu lugar, fica Avenida Brasil, a novela mais bem sucedida no Brasil nos últimos anos.

Facebook

Audiências - TOP 5

As audiências voltam a ser atualizadas em setembro.

Novidades

"Vale Tudo" regressa à SIC depois do verão

Mais sobre mim

foto do autor