Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

A caixa que já foi mágica

Um blog de opinião sobre a televisão portuguesa

César Mourão dá liderança à SIC

 

facebook.jpg

 

mw-1240.jpg

 

"D´Improviso" estreou, este domingo, no horário nobre da SIC. O programa apresentado por César Mourão liderou perante a concorrência do "The Voice Portugal", da RTP1, e do "Masterchef Júnior", da TVI.

 

 

   Os domingos da SIC foram entregues a César Mourão e os resultados não poderiam ter sido melhores. Depois de amargar na terceira posição nas audiências de horário nobre de domingo, com a exibição de "Vale Tudo", o canal de Carnaxide terminou com o jejum.

 

   "D´Improviso" conquistou uma média de 1 milhão e 202 mil espetadores. Estes números correspondem a 12,4 % de rating e 24,8% de quota média de mercado.

 

   Na TVI, o regresso de "Masterchef Júnior" não foi além da quarta posição entre os programas mais vistos do dia, baixando os valores deixados pelos "Especiais" do "Apanha Se Puderes". Em média, cerca de 1 milhão espetadores acompanharam as aventuras dos novos pequenos cozinheiros. Em termos de audiências, este resultado equivale a 10,4% de rating e 21,7% de quota média de mercado.

 

   O "The Voice Portugal", da  RTP1, passou a ser a terceira opção na noite de domingo. Os "Tira-Teimas" registaram 9,1% de audiência média e 19,7% de share, ou seja, cerca de 880 mil espetadores viram o talent-show da estação do Estado.

 

   Ainda assim, o "Jornal das 8", da TVI, foi o programa mais visto de domingo, dia 19 de novembro.

facebook.jpg

 

Os dados apresentados são provisórios, da responsabilidade da CAEM/GfK e podem sofrer alterações. Inclui Vosdal.

As novidades da SIC

 

facebook.jpg

 

Nova-Temporada-SIC.jpg

 

    A SIC já lançou os dados e está preparada para a nova temporada.

 

    Uma novela, dois regressos, um final e uma estreia absoluta é aquilo que pode esperar já este mês.

 

    Conheça as apostas da SIC:

 

 

esefosse.jpg

 

   O programa regressa para uma segunda temporada e traz também de volta Conceição Lino. A jornalista é a autora do formato que "testa a capacidade de intervenção dos portugueses na defesa do outro, a partir de situações ficcionadas". Recorde-se que a primeira temporada foi um sucesso.

 

 

linha aberta.jpg

 

   Os bons resultados da "Atualidade Criminal", nas manhãs da estação, deram a Hernâni Carvalho um novo programa às 19H00. A atualidade criminal e outras questões vão ter espaço de antena num horário em que a SIC está cada vez mais longe da liderança.

 

 

paixao.jpg

 

   Esta é a nova novela da SIC que vai substituir "Amor Maior". Protagonizada por Margarida Vila-Nova, Albano Jerónimo, Joana Solnado e Marco Delgado, "Paixão" conta a história de um homem determinado a lutar pela justiça e determinado a recuperar dez anos de vida. É uma novela de homens e mulheres que vão ao limite para conseguirem aquilo em que acreditam.

 

 

vale tudo.jpg

 

    O "Vale Tudo" regressa também à estação de Carnaxide com algumas caras novas e numa versão já gravada.

   Cecília Henriques, Cleia Almeida, Salvador Martinha e Dânia Neto, juntam-se aos veteranos Rui Unas e César Mourão, os capitães de equipa.

   O "Cenário Inclinado" é a "prova rainha" do formato e João Manzarra mantém-se como apresentador.

 

   

   As manhãs da SIC também se vão alterar. "A Vida Nas Cartas" termina já a 8 de setembro. A solução encontrada para substituir o programa de tarot foi esticar o "Queridas Manhãs". O fomarto apresentado por Júlia Pinheiro e João Paulo Rodrigues passa a ter início às 09H00.

 

 

facebook.jpg

 

Desilusão

 

mw-1024.jpg

 

facebook.jpg

 

 

   Estive uns dias fora do país (peneirento) e, por isso, não tive tempo suficiente para escrever. Antes de ir, vi que a SIC preparava o regresso do "Gosto Disto!" e um novo programa chamado "Tudo Incluído". Estou completamente desiludido, talvez por culpa minha. Culpa minha porque achei que a SIC se tinha mexido e ia trazer novidades.

 

   Em primeiro lugar, pensei que o "Gosto Disto!" ia ter novos episódios, um novo cenário virtual, novos vídeos e que marcaria o regresso de César Mourão à televisão. Mesmo assim era pouco para uns dos horários mais competitivos da televisão portuguesa. Às 19h00, o canal de Carnaxide obtinha péssimos resultados com a novela brasileira "Novo Mundo".

 

   Em segundo lugar, pensei que o "Tudo Incluído" fosse a grande aposta para os domingos a partir de setembro. Um programa, sempre com o mesmo cenário, mas que a cada semana revivesse os icónicos programas da estação a propósito da comemoração dos seus 25 anos. 

 

   E o que é que a SIC preparou?

 

   Para as 19H00 retirou uma novela inédita, com maus resultados, e colocou no ar a repetição do "Gosto Disto!". Resultado? Não só não subiu nas audiências como nesta quarta-feira (07/06), por exemplo, teve a CMTV e a TV Globo, dois canais pagos, bem perto. Inpensável!

 

   Já o "Tudo Incluído", que estreia já este sábado (10/06), não é mais do que uma junção de vídeos dos grandes êxitos da SIC apresentados por Andreia Rodrigues.

 

   É tudo muito "poucochinho" para um canal que pretende ser líder de audiências.

 

   Repito. A SIC não é culpada pela minha desilusão. Eu é que ainda penso que o canal é aquele a que me habituei quando ainda era um criança.

 

facebook.jpg

 

SIC altera programação a 5 de junho

facebook.jpg

 

674370-970x600-1.jpeg

 

Os péssimos resultados de "Novo Mundo", às 19H00, terão sido a causa das mudanças na programação da SIC já a partir de segunda-feira.

 

 

   Com quatro portugueses no elenco, a novela brasileira "Novo Mundo", estreou em maio no horário de acesso ao prime-time. A trama não se conseguiu impor e colocou o canal de Carnaxide numa má posição. A audiência média dos cerca de 23 episódios exibidos não foi além dos 3,1% de rating e 10.1% de share. Bem longe do líder "Apanha Se Puderes", da TVI, e do "Preço Certo", da RTP1, vice-líder às 19H00.

 

   A SIC foi obrigada a mexer-se e o "Gosto Disto!" regressa já no dia 5 de junho. Apresentado por Andreia Rodrigues e César Mourão, o formato conta com a exibição de vídeos caseiros e alguns momentos de humor, protagonizados pelo ator e apresentador. O programa vai ocupar o horário deixado vago por "Novo Mundo" que é atirada para a madrugada.

 

   Ainda antes deste regresso, a reposição de "Laços de Sangue" é alargada em meia hora. Por sua vez, o "Juntos À Tarde" perde 30 minutos de exibição.

 

   Neste dia estreia ainda outra novela da TV Globo, às 23H30. "A Força Do Querer" é uma história de Glória Perez, autora de sucessos como "O Clone", "Explode Coração" e "Caminho das Índias".

 

   Com esta medida, a SIC passa a contar com mais de quatro horas de novelas no horário noturno, pelo menos até ao final de "A Lei Do Amor" que já entrou nos últimos episódios.

 

Lê também:

postsimples_fichatecnica_V1.png

Ficha Técnica com Mariana Marques: "Não pretendo regressar à televisão tão cedo"

facebook.jpg

 

 

 

 

Pedrada no charco

 

 

Foi corajosa a aposta da SIC na série SAL. Corajosa porque é um estilo diferente do que já se fez em Portugal e corajosa também porque colocou essa mesma aposta no horário nobre.

 

 

 

João Manzarra, Rui Unas, Salvador Martinha e César Mourão juntaram-se para dar vida aos protagonistas que viajam para a ilha do Sal, em Cabo Verde, para gravar um filme.

 

A produção tem bons pormenores de fotografia porém, já me deparei com alguns erros bem visíveis de realização. Os atores fazem de si, ridicularizando-se a eles próprios. Há algumas boas piadas e outras tantas situações engraçadas. Ainda assim, parece-me que lhe falta ritmo, um melhor encadeamento dos acontecimentos e mais e melhor humor.

 

A SIC foi ousada. Este não é um produto de massas e, para um canal privado, isso faz toda a diferença.

 

Tiro-lhes o chapéu e dou-lhes os parabéns. Não é um produto genial mas é diferente.

 

Mesmo sendo transmitida a um sábado, dia em que sobretudo os jovens não estão em casa ainda para mais em pleno verão, a série tem conquistado mais público que o Sabadabadão, apresentado por João Baião e Júlia Pinheiro, embora venha a perder audiência a cada episódio.

 

Não deixa de ser interessante que uma grande aposta da SIC, com um apresentador recém-contratado, tenha menos público que esta série.

 

SAL não está magnificamente bem concretizada, nem chega a ser um bom produto de humor mas é um pedrado no charco.

 

Só por isso já valeu a pena.

O que aí vem

Os canais generalistas portugueses já meteram as cartas na mesa quanto às principais apostas para o início de 2014.

 

 A RTP escolheu uma segunda série de A Voz de Portugal que, devido a mudanças de produtora, passa a denominar-se The Voice - Portugal. Fica em linha com as versões internacionais do concurso, embora prefira o nome da primeira série.

 

Depois de Factor X, não me parece que esta seja uma boa escolha. The Voice é igualmente um bom formato mas idêntico ao da SIC, ou seja, já existe um certo desgaste se bem que, comparativamente, e sobretudo na fase das galas, o programa da RTP 10 a 0 à concorrência, isto se tiver a mesma qualidade da anterior série.

 

Catarina Furtado volta a ser a escolhida para apresentar o programa que deve ocupar os sábados à noite. Os resultados não devem fugir muito dos de 2012, o que quer dizer que não vão permitir aproximarem-se do primeiro lugar no horário mas também não vão piorar os valores que a RTP já faz.

 

A SIC escolheu também um regresso. João Manzarra não vai descansar a imagem e vai regressar com o Vale Tudo. Foi um dos melhores e mais divertidos formatos de 2013 que, na época, conseguiu audiências satisfatórias frente à TVI. Algo que a SIC não conseguia desde o primeiro Peso Pesado.

 

Gosto deste regresso, embora seja necessário substituir alguns concorrentes e manter o César Mourão ou o Rui Unas, por exemplo. Não que fosse um grande chamariz de audiência mas, para meu gosto pessoal, gostava de ver Herman José no lote de concorrentes. Não é impossível mas será difícil que este aceite ou que SIC consiga pagar.

 

A TVI também aposta em regressos. Masterchef muda-se da RTP para o canal de Queluz e Manuel Luís Goucha vai ser o anfitrião e também jurado. Ainda não se sabe qual será o dia de exibição mas parece-me que terá sucesso.

 

A certeza para os domingos é A Tua Cara Não Me É Estranha com antigos concorrentes em dupla com crianças. Não é a ideia mais genial do mundo o que não quer dizer que não vá funcionar. Pelo contrário. Esta nova versão do concurso de imitações vai ser, sem dúvida alguma, o vencedor das noites dominicais.

 

Pelo menos o início de 2014 não vai trazer nada de novo. Ainda assim, o que aí vem não é assim tão mau.

Novidades ou falta delas



SIC e TVI já decidiram os novos programas que vão fazer parte das suas grelhas, sobretudo aos domingos.

 

 

 

 

 

 

 

 

Ainda este mês o canal da Carnaxide lança a dupla de Gosto Disto!, César Mourão e Andreia Rodrigues, para novas aventuras em Cante...Se Puder!, no original, Killer Karaoke. O programa vai colocar desconhecidos a cantar enquanto têm de ultrapassar por vários obstáculos.

 

Na TVI, Cristina Ferreira apresenta, pela primeira vez, um formato a solo em Dança com as Estrelas. Um formato com famosos e que não é muito diferente de Dança Comigo da RTP1.

 

A aposta da SIC não é má, o programa é novidade, divertido, uma boa opção para o verão mas não me parece que chegue para vencer o concorrente.

 

Em setembro o canal de Queluz de Baixo faz regressar Secret Story para a quarta edição. Na TVI sabem que é a única hipótese fiável para combater a ficção da concorrência. Concorrência essa que aposta numa dupla pouco provável, Bárbara Guimarães e João Manzarra, para comandar a versão portuguesa de X-Factor. Um concurso, também ele, uma versão, desta feita, de Ídolos.

 

Mais uma vez não existem grande dúvidas. A Casa dos Segredos não vai dar hipótese, isto porque os formatos de busca de talentos precisam de mais tempo de descanso. Era preciso outro tipo de programa para a SIC conseguir vencer ou sequer aproximar-se da TVI

 

São estas as novidades que aí vêm, ou melhor, a falta delas.

Valeu!

Finalmente a SIC acertou! Vale Tudo é o programa ideal para os domingos à noite. Juntaram-se algumas caras conhecidas a uns jogos divertidos e já está. Trata-se de entretenimento puro e que tem no cenário inclinado o seu expoente máximo (esta é também a estreia da produtora Shine Ibéria no mercado português, as mesma de O Formigueiro).

 

A verdade é que este novo formato ainda não conseguiu vencer qualquer um dos concorrentes, leia-se Secret Story e A Tua Cara não me é Estranha, mas é aquele que melhores resultados tem aos domingos, no canal de Carnaxide, nos últimos tempos. No último domingo alcançou mesmo o seu melhor resultado e não tem permitido que o programa de imitações da estação ao lado tenha os resultados de outrora.

 

Neste Vale Tudo há duas chamadas de atenção que são necessárias. A primeira delas vai para João Manzarra que, ainda preso ao teleponto, tem um programa que lhe serve que nem uma luva e onde está como um peixe na água. É, talvez, a sua melhor prestação como apresentador e, por isso, uma escolha mais do que acertada.

 

A outra chamada vai para Cesár Mourão. Foi difícil para a SIC perceber que estava ali um diamante em bruto e que, durante anos, se cingiu apenas às manhãs ainda nos tempos de Fátima Lopes. Finalmente tem um lugar importante no canal!

 

Não sei se alguma vez este programa será o mais visto aos domingos mas, pelo menos, trouxe novidade, alegria e ajudou a SIC a subir em dia de vitória certa da TVI.