Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

A caixa que já foi mágica

Um blog de opinião sobre a tv portuguesa

29
Mai17

Taça de Portugal lidera e Ljubomir bate recorde

Tiago Lourenço

facebook.jpg

 

ng8553171.JPG

 

 

A final da Taça de Portugal liderou as audiências deste domingo e o "Pesadelo na Cozinha" teve a sua emissão mais vista.

 

 

   O jogo entre o SL Benfica e o Vitória de Guimarães, na final da Taça de Portugal de futebol, registou uma audiência de 18,8% e 47,1% de quota média de mercado.

 

   A partida, mesmo emitida durante a tarde, não deu hipótese à concorrência e foi o programa mais visto de domingo ao garantir uma média de 1 milhão e 821 mil espetadores. 

 

   Por sua vez, o "Pesadelo na Cozinha" marcou o seu melhor resultado desde a estreia. Com 17,2% de rating e 35,8% de quota de mercado, o programa da TVI registou uma média de 1 milhão e 670 mil espetadores.

 

   No mesmo horário, a final do "Got Talent Portugal" conseguiu um dos melhores resultados da temporada, mas não foi além dos 945,400 espetadores em média.

 

   Bem longe esteve o "Just Duet" da SIC. O talent-show ainda não se conseguiu impor nas audiências e ficou-se pelos 424,500 espetadores em média.

 

   A RTP1 garantiu a liderança nas audiências de domingo, seguida da TVI e só depois da SIC.

 

 

Dados de audiência Total Dia (Live+VOSDAL) para 28 de maio de 2017. Os números apresentados são da responsabilidade da GfK/CAEM.

 

Lê também:

 

postsimples_fichatecnica_V1.png

Ficha Técnica com Mariana Marques: "Não pretendo regressar à televisão tão cedo"

 

 

facebook.jpg

 

 

 

17
Abr17

"Just Duet" baixa números da estreia

Tiago Lourenço

facebook.jpg

 

 

João Manzarra, apresentador do "Just Duet"

 

 

O novo programa da SIC piorou as audiências na segunda emissão que foi para o ar ontem.

 

 

   Os resultados da estreia já tinham sido dramáticos para o canal de Carnaxide, mas "Just Duet - O Dueto Perfeito" conseguiu fazer pior no domingo. Apenas 488 mil e 900 espetadores, em média, seguiram o talent-show que junta Agir, Paulo de Carvalho, Gisela João e Héber Marques no júri. Este número corresponde a 5 % de audiência média e a 11,2% de share.

 

   O horário nobre de domingo foi, mais uma vez, liderado por "Pesadelo na Cozinha". Apesar de ter baixado os valores da semana anterior, o programa da TVI conquistou cerca de 1 milhão e 426 mil espetadores. Em termos audiométricos, alcançou os 14,7% de audiência e os 32,9% de share.

 

   Quem incomodou o percurso vencedor do chef Ljubomir Stanisic foi o "Got Talent Portugal". O programa da RTP1 melhorou a performance de domingo passado ao registar 10,3% de audiência e 23% de share. Em média, o "caça-talentos" foi acompanhado por 996 mil 500 e espectadores.

 

   As "sirenes" já se devem ter feito ouvir na SIC. As audiências registadas pelo "Just Duet" são impensáveis para um programa que a estação esperava que fosse líder.

 

Dados de audiência Total Dia (Live+VOSDAL) para 17 de abril de 2017. Os números apresentados são da responsabilidade da GfK/CAEM.

programaçaoSIC.jpg

 

 

facebook.jpg

 

 

 

10
Abr17

"Just Duet" com estreia desastrosa - audiências e primeira opinião

Tiago Lourenço

 

facebook.jpg

 

"Just Duet" - cenário

 

   O novo programa da SIC não foi além dos 610 mil espetadores, em média, na estreia do passado domingo.

 

   

   O "Just Duet - O Dueto Perfeito" registou uma estreia desastrosa em termos audiométricos. Foi apenas o 9º. programa mais visto do dia e ficou em 3º. lugar no horário nobre de domingo. Os 6,3% de audiência média e os 12,8% de share, correspondem a cerca de 609 mil e 200 espetadores.

 

  O novo formato da SIC não conseguiu superar os antecessores. Tanto a despedida do "Agarra a Música", como o especial do "Não Há Crise!" registaram audiências superiores às do talent-show.

 

   Por sua vez, o "Pesadelo na Cozinha" conseguiu o seu melhor resultado pela 5ª. vez consecutiva. O programa da TVI alcançou 16,6 % de audiência média e 34,3% de share, o que equivale a 1 milhão e 604 mil espectadores.

 

   Já o "Got Talent Portugal" registou uma descida comparativamente com a semana passada. O "caça talentos" da RTP1 chegou aos 8,6 % de rating e aos 18,1% de share. A média de 834 mil espetadores garantiram o segundo lugar, no horário nobre de domingo, para a estação do Estado.

 

   A estreia do "Just Duet" não podia ter começado pior. Este resultado é pouco auspicioso quando, para a SIC, esta era uma aposta capaz de liderar.

 

   O programa é uma desilusão. Parece-me a versão "pobre" do "The Voice" e com uma premissa bem menos apelativa.

 

   O formato peca pela falta de emoção, pela falta do fator surpresa e pela falta de dinâmica. 

 

   O júri, com todo o respeito pelos seus constituintes, não é apelativo. Infelizmente, o público mais jovem não conhece ou não está muito interessado em ouvir uma figura como Paulo de Carvalho. Gisela João e Héber Marques ainda não são carismáticos o suficiente. Já o Agir é, de todos, as melhor escolha por ser um dos cantores mais badalados atualmente.

 

   João Manzarra, o apresentador, é o menos culpado do mau resultado, mas demonstra o que já sabia. Há muito que deixou de ser um valor seguro e apelativo para o público.

 

   Por fim, o palco é bom, mas todo o restante cenário causa-me estranheza por ser demasiado escuro.

 

    O "Just Duet - O Dueto Perfeito" começou muito mal e só pode subir os seus resultados nas próximas semanas. É muito difícil descer mais baixo e, se acontecer, será uma situação muito dramática e constrangedora para a SIC.

 

Dados de audiência Total Dia (Live+VOSDAL) para 09 de abril de 2017. Os números apresentados são da responsabilidade da GfK/CAEM.

 

programaçaoSIC.jpg

 

facebook.jpg

 

 

 

 

20
Mar17

"Got Talent Portugal" é vice-líder na estreia

Tiago Lourenço

facebook.jpg

 

 

A estreia da terceira temporada do talent-show da RTP1, ontem, não foi além dos 975 mil espetadores em média.

 

 

   No regresso ao ecrã, o "Got Talent Portugal" registou picos de liderança durante a emissão, mas não se conseguiu impor ao "Pesadelo na Cozinha". A estreia do formato, agora apresentado por Sílvia Alberto e Pedro Fernandes, alcançou 10,1% de audiência média e 20,8% de share.

 

   O segundo episódio do programa da TVI cativou mais espetadores do que a emissão inaugural. Com 13,5% de audiência média e 30,4% de share, a aposta da estação de Queluz de Baixo liderou as audiências de domingo.

 

   Por sua vez, o "Agarra a Música" registou o seu pior resultado de sempre. No penúltimo programa, o formato da SIC ficou-se pelos 6,7% de audiência média e os 13,9% de share.

 

   O regresso do "Got Talent Portugal" ficou aquém da edição anterior. Em 2016, na estreia, o programa da RTP1 liderou o horário nobre de domingo com uma média de 1 milhão e 244 mil espectadores.

 

 

facebook.jpg

 

Dados de audiência Total Dia (Live+VOSDAL) para 19 de março de 2017. Os números apresentados são da responsabilidade da GfK/CAEM.

07
Mar17

"Pesadelo na Cozinha" chega domingo

Tiago Lourenço

https://www.facebook.com/acaixaquejafoimagica/

 

Ljubomir Stanisic (Logotipo "Pesadelo na Cozinha")

 

 A versão portuguesa de "Kitchen Nightmares" estreia dia 12 de março, na TVI.

 

 

    Ljubomir Stanisic visitou vários restaurantes portugueses para ajudá-los a sair de situações complicadas e dar-lhes uma nova vida.

 

   Pelos 12 espaços por onde passou, o chef encontrou "carnes podres, comida com um ano e fritadeiras que nunca foram limpas", revelou em entrevista ao canal de Queluz.

 

   "Pesadelo na Cozinha" é a versão nacional de "Kitchen Nightmares". A SIC Radical exibe a versão americana com o famoso chef Gordon Ramsay, também a figura principal do original inglês.

 

   A estreia do formato está marcada para o próximo domingo, logo após o "Jornal das 8".

 

programaçaoTVI.jpg

 

facebook.jpg

 

22
Fev17

Conhece o novo jurado do "Got Talent Portugal"

Tiago Lourenço

facebook.jpg

 

Got Talent Portugal 2016

 

 

   A cantora Mariza está fora do novo painel de jurados do "Got Talent Portugal" que estreia brevemente na RTP1.

 

   A informação foi avançada, hoje, na apresentação do programa à imprensa.

 

  A Manuel Moura dos Santos e Pedro Tochas, junta-se a fadista Cuca Roseta

 

   O quarto jurado não será um elemento fixo. Por aquele lugar podem passar várias personalidades.

 

   Além desta novidades, também a dupla de apresentadores muda em 2017. Vanessa Oliveira e José Pedro Vasconcelos dão lugar a Sílvia Alberto e Pedro Fernandes.

 

facebook.jpg

 

03
Fev17

RTP define nova dupla para o "Got Talent Portugal"

Tiago Lourenço

facebook.jpg

 

 

 

   Pedro Fernandes e Sílvia Alberto são os escolhidos para apresentar o regresso do programa de caça de talentos, na estação pública.

 

 

 

   A nova dupla de apresentadores, na condução do "Got Talent Portugal", segue-se a Marco Horácio, José Pedro Vasconcelos e Vanessa Oliveira.

 

   A notícia foi dada por Pedro Fernandes, na sua página de Facebook, um dia após se ter estreado em "Brainstorm", também na RTP1. 

 

   As gravações do programa começam ainda em fevereiro, no Coliseu dos Recreios, em Lisboa, e a estreia está prevista para os meses seguintes.

 

facebook.jpg

 

 

 

30
Jan16

Mudanças na RTP1

Tiago Lourenço

 

A RTP1 tem alterado, lentamente, a sua programação desde a chegada da nova direção de programas. Com melhores ou piores apostas, tem-se tornado num canal com mais nuances de serviço público mas também mais virada para o passado.

 

De entre as estreias dos últimos meses, destaco três pela positiva e quatro pela negativa:

 

 

Terapia - Uma excelente série portuguesa sobre um psicoterapeuta e os seus pacientes. Extremamente bem feita e com boas interpretações das quais destaco: Virgílio Castelo, Soraia Chaves e Nuno Lopes. Infelizmente, emitida todos os dias da semana por volta das 23H00, é completamente abafada pela concorrência. Chega, inclusive, a perder para programas de canais pagos. Um caso sério de injustiça.

 

 

The Big Picture - Já fazia falta um game-show de cultura geral após o Telejornal. Não é um extraordinário programa mas também não desilude. A escolha de Pedro Fernandes para apresentador foi boa. É preciso algum sangue novo no canal sem esquecer os mais "antigos". A aplicação interativa do formato não é nada de especial mas torna o programa mais atual. Esta semana alcançou os seus melhores resultados e tem ganho algum espaço no horário nobre.

 

 

DDT - Finalmente o regresso dos programas de humor à televisão portuguesa. Donos Disto Tudo junta alguns dos melhores nomes da comédia em Portugal. Não foge muito ao que foi o extinto Estado de Graça mas não deixa de ser um bom formato. Não posso deixar de destacar a estreia de Joana Pais. Tem proporcionado os melhores momentos sobretudo nas suas imitações de Cristina Ferreira e de Ana Malhoa. As audiências não são óptimas mas também não envergonham.

 

 

 

Nelo e Idália - Sou fã destes personagens criados por Herman José. Já vi e revi os vídeos dos tempos áureos da dupla e vibrei ao saber que iam voltar em formato série. Desiludi-me. Soa a série dos anos noventa em todos os aspetos sobretudo em termos de cenário. Parece sempre algo feito com pouco tempo e pouco cuidado. Os personagens criados à volta da dupla também não cativam e colocar Maria Rueff a fazer mais do que um personagem também não é boa ideia. Em termos de audiências é também uma desilusão. Estreou à sexta e mudou-se para as terças-feiras sempre com péssimos resultados.

 

 

13 -  " Treze é um talk-show semanal moderado por Sílvia Alberto, que conta sempre com a companhia de um painel de convidados que com ela irão elaborar e discutir um ranking sobre o tema em análise". Foi isto uma das novas apostas do canal. Cheguei a assistir a um ou dois programas . Se o tema fosse bom acabava por ser interessante o problema é que esses se esgotaram rapidamente. Chegou, partiu e poucos deram por ele.

 

 

Agora Escolha e Cartaz RTP - O primeiro já terminou e o segundo estreou recentemente. Dois formatos retirados do baú. Há coisas que deve ficar onde estão e, sobretudo o primeiro, deveria lá ter ficado ou então que tivesse regressado nos mesmo moldes sem momentos de humor forçados. Terminou sem glória. O Cartaz RTP marca o regresso de José Carlos Malato. É um programa que destaca a programação de todos os canais RTP. Nada de novo, nada de especial e nada de importante.

 

 

Animais Anónimos, The Voice Portugal e Got Talent Portugal são, também eles, bons programas. Contudo, são uma herança deixada pela antiga direção. As audiências da RTP1 mantêm-se mesmo com todas as alterações e apesar de estar, muito ligeiramente, mais "virada para o serviço público. Esta facto, não deixa de ser um bom pronuncio.

 

Faça "like" na página do blog no Facebook e não perca os próximos artigos!

17
Jan15

Ironia

Tiago Lourenço

 

 

Nesta sexta-feira assisti a parte da emissão que a RTP dedicou aos 55 anos de carreira de Júlio Isidro.

 

 

 

 

O apresentador iniciou o seu percurso no canal público num programa juvenil e teve em O Passeio dos Alegres um dos seus maiores sucessos. Nele, descobriu ou relançou artistas como Herman José, Ana Bola ou Maria Viera.

 

A RTP não fez mais do que a sua obrigação. Homenageou um dos melhores comunicadores do país que tanto deu e ainda dá àquela estação.

 

Contudo, não deixa de ser irónico que o canal homenageie Júlio Isidro e não tenha sequer espaço para ele no seu canal principal. Tem apenas o programa Inesquecível na RTP Memória.

 

É claro que uma televisão precisa de se renovar e é claro que defendo isso mesmo. Defendo, sobretudo, a valorização de novas pessoas que tenham talento. Ainda assim, esta homenagem sabe apenas a um prémio de consolação.

 

Um homem que descobriu tantos talentos não tem, por exemplo, lugar como jurado no programa Got Talent Portugal que estreia este domingo?

 

Não tem mas devia ter por variadíssimas razões.

 

Seja como for, parabéns Júlio Isidro!

Facebook

Audiências - TOP 5

As audiências voltam a ser atualizadas em setembro.

Novidades

"Vale Tudo" regressa à SIC depois do verão

Mais sobre mim

foto do autor