Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

A caixa que já foi mágica

Um blog de opinião sobre a televisão portuguesa

Último cartuchos

facebooknovo.jpg

 

   RTP1, SIC e TVI lançaram os últimos cartuchos de 2017 no que toca ao entretenimento. 

 

   Aqui pode ler a opinião sobre os novos programas das generalistas.

 

36990009603_ee68de1237_o.jpg

 

cosido.jpg

 

   A RTP1 apostou, recentemente, no programa "Cosido à Mão". Apresentado por Sónia Araújo, o formato é uma competição entre costureiros amadores que transformam ou criam roupas ao longo de cada programa. O obejtivo é eleger o melhor costureiro amador de Portugal.

 

   As primeiras emissões não me deixaram surpreendido, nem desiludido. É uma clara inspiração no "Project Runway", que já teve uma versão portuguesa no canal do Estado, embora no versão bem mais minimalista. É, portanto, pior.

 

   Contudo, não deixa de estar bem feito. À primeira vista os concorrentes parecem-me bons para a televisão, mas nem tanto para a costura. Sónia Araújo esteve bem, tornando-se de novo num rosto capaz de dar "descanso" (ambas estão no ativo) a Catarina Furtado e Sílvia Alberto.

 

   Os jurados, Paulo Battista e Susana Agostinho, são a escolha certa para o papel. Interventivos, expressivos e com conhecimento de causa.

 

mw-1240.jpg

 

impro.jpg

 

   D´Improviso chegou, viu e venceu. Num formato original da SIC e da produtora Shine Iberia, o programa apresentado por César Mourão centra-se no humor de improviso. 

 

   É, também ele, uma inspiração naquilo que o humorista já faz na manhãs da Rádio Comercial, nos espetáculos ao vivo dos "Commedia à lá Carte" e também no "Vale Tudo". 

 

   O formato é leve e bem disposto, só não sei se terá a vitalidade e o necessário para se aguentar muito tempo no ar com bons resultados. É bom, mas falta qualquer coisa. Percebi isso na primeira emissão. Começou muito bem, com o momento em que Bento Rodrigues esteve presente. Depois, foi sempre a descer em qualidade e em graça.

 

   Ainda assim, valeu o esforço. 

 

x23621256_1849874951719869_6472669823673585695_n.j

 

nunca.jpg

 

   "Nunca Digas Nunca" é mais um formato original, mas que de original tem muito pouco. Escolhido para as tardes de sábado da TVI, o programa é apresentado pela dupla Pedro Teixeira e Ana Sofia Martins. O canal de Queluz refresca, assim, a antena com dois rostos jovens e capazes.

 

   O programa em si, não trás nada de novo. É uma mistura de "Agora É Que Conta", que Fátima Lopes apresentou na sua chegada à TVI, e o "Cante Se Puder", que César Mourão assumiu juntamente com Andreia Rodrigues na SIC.

 

   Tem um belíssimo cenário, tem ritmo e fez com que a TVI abdicasse das repetições aos sábados. 

 

   Dá para o gasto, até venceu as audiências na primeira edição. Contudo, não me parece que tenha grande longevidade. Basta a SIC apostar em bons filmes e a RTP ter um "Aqui Portugal" mais interessante para o caso mudar de figura.

 

 

goucha.jpg

 

   

masterchef.jpg

 

   O "Masterchef Júnior" regressou à TVI sem grandes novidades e logo a perder para a SIC.

 

   Sinceramente, não sou apreciador desta versão infantil. Sendo mais papista que o Papa, faz-me confusão ver miúdos a mexer em utensílios de cozinha, como facas, quando sempre me lembro de ouvir em criança para não mexer nelas. Mas esta é apenas uma opinião muito pessoal.

 

   A versão portuguesa do programa de cozinha é boa. Sempre foi. Manuel Luís Goucha, como jurado, dá um brilho especial ao formato.

 

   Provavelmente, a TVI já abusou do "Masterchef". Fez a versão "famosos", que em termos de audiência não correu assim tão bem, fez várias versões com anónimos e duas versões com crianças. O programa demonstra desgaste e é preciso saber parar. A versão "Júnior" deve ter vindo clarificar isso mesmo.

 

   Em suma, "já se inventou tudo em televisão". Nestes casos em específico, existe uma qualidade superior ao habitual o que não deixa de ser um bom sinal.

 

facebooknovo.jpg

 

 

 

"Gostava mais quando estava no outro lado"

facebook.jpg

julia-pinheiro-noticia-inesperada-na-vida-da-apres

 

 

   Júlia Pinheiro foi surpreendida, em direto, no programa das manhãs da SIC. Ao telefone, uma espetadora afirmou:"gostava muito da Júlia Pinheiro quando estava no outro lado". Foi uma clara alusão ao tempo em que a apresentadora fazia parte da TVI.

 

   Arrisco-me a dizer que o sentimento é geral. Júlia tem feito pouco mais do que o "Queridas Manhãs", enquanto que na concorrência era o rosto das maiores apostas do canal. Percebi, numa entrevista que deu a Daniel Oliveira no "Alta Definição", que a grande causa do abrandamento se deveu a problemas de saúde de uma das suas filhas.

 

   Entendi melhor a posição da apresentadora. Só que isso teve um preço. Deixou de ser uma apresentadora de primeira linha como é, hoje em dia, Manuel Luís Goucha ou Cristina Ferreira. Não em questões de profissionalismo, mas no que toca ao interesse da grande maioria do público. 

 

   A Impresa, dona da SIC, deu-lhe a oportunidade de manter a revista online com o seu nome e deu-lhe ainda um cargo na revista "Activa". Fez mal no segundo caso. A apresentadora tem menos disponibilidade para se dedicar à televisão. E não será aí que faz muito mais falta? Claro que é!

 

   Se tiver disponibilidade para isso, Júlia precisa de voltar ao grande entretenimento. Precisa de voltar a ganhar destaque para o seu próprio bem e, sobretudo, para o bem da SIC. Muito provavelmente o programa das manhãs ganhará um novo fôlego, de que bem precisa.

 

   Volta Júlia, estás perdoada.

 

   Leia também:

postsimples_fichatecnica_V1.png

Ficha Técnica com Isabel Roma.: "É mais gratificante fazer Serviço Público do que garantir audiências"

facebook.jpg

 

Cristina confronta Maya em direto (com vídeo)

facebook.jpg

 

 

21319085_1606900952701844_9055601265004255164_o.jp

 

Cristina Ferreira subiu, esta quarta-feira, ao palco do Casino Estoril para receber o prémio “Sexy 20”, da CMTV.

 

   No momento da entrega do prémio, a apresentadora da TVI fez uma piada sobre as afirmações que Maya tem feito sobre si.

 

   O momento ficou marcado por uma amena troca de galhardetes. Ainda assim, até aqui as palavras de ambas têm sido bem mais duras.

 

   Recorde-se que Maya afirmou que Cristina Ferreira foi vista nas suas férias em França com um homem "mistério". A colega de Manuel Luís Goucha desmentiu várias vezes tal afirmação gerando um mau estar entre as duas.

 

   Veja o momento que marcou a gala da CMTV:

 

 

facebook.jpg

 

Confirmação do fenómeno

facebook.jpg

 

Cristina Ferreira - Foto "Nova Gente"

 

 

 

   Cristina Ferreira é um fenómeno. Eu sei que já muitos o tinham confirmado. Eu sei que, dentro e fora da televisão, já deu provas de que também o é. A mim, faltava-me a prova final.

 

   As audiências das manhãs já são ganhas por si e por Manuel Luís Goucha há vários anos, também ganhou as noites de domingo, mas essas já são, por defeito, ganhas pela TVI. A prova de fogo só podia ser um horário em que o canal de Queluz não ganha há muito tempo. Cristina estreou o "Apanha Se Puderes", no horário das 19h00, com a missão de acabar com a hegemonia nas audiências de Fernando Mendes e do seu "O Preço Certo".

 

   Tive a minhas dúvidas, mesmo quando o novo formato venceu na estreia o cimentado concurso da RTP, a 13 de março.

 

   A verdade é que, até hoje, Cristina Ferreira ganhou sempre e atirou o programa de Fernando Mendes para os piores valores dos últimos anos.

 

   "Apanha Se Puderes" é praticamente perfeito para o horário. Ainda assim, esse facto não retira mérito a Cristina. Sem ela, de certeza que o programa não venceria.

 

   A "loira das 7" caiu em graça e isso vale muito mais do que ser engraçado. A mim, finalmente, convenceu-me e confirmou que é realmente um merecido fenómeno. 

 

programaçaoTVI.jpg

facebook.jpg

 

 

 

Cristina em dose dupla a partir de segunda-feira

facebook.jpg

 

Cristina Ferreira e Pedro Teixeira - Imagem Revista "TV Mais"

 

"Apanha se Puderes" é o novo programa da TVI para a faixa das 19H00. A estreia está marcada para dia 13 de março.

 

   

 

   Cristina Ferreira é a cara escolhida pelo canal de Queluz para retirar a liderança de " O Preço Certo", da RTP1. A apresentadora  vai ter a seu lado Pedro Teixeira.

 

   O "Apanha se Puderes" junta uma dupla de concorrentes. Um deles vai responder a questões de cultura geral. Cada resposta certa transforma-se em tempo. Esse tempo vai ser usado pelo parceiro de jogo que tem de conseguir arrecadar o maior número de prémios. O valor desses prémios pode chegar aos 50 mil euros.

 

   A apresentadora vai abraçar este novo desafio, mas mantém a parceria com Manuel Luís Goucha no "Você na TV".

 

 

programaçaoTVI.jpg

 

facebook.jpg

 

Torna-se viral na Internet e vai à televisão

 

 "Virinha", assim é conhecida a senhora que se tornou viral nas redes sociais nas últimas semanas. 

 

Depois de ter sido filmada por um casal que lhe pediu informações, a senhora tornou-se conhecida pela sua forma despreocupada de falar. "Virinha" esteve hoje no Você na TV, da TVI.

 

 

 

Veja agora o vídeo no programa da manhã:

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

facebook

 

23 anos de vida, 11 de liderança

 

 

A TVI comemorou, este sábado, 23 anos de vida e orgulha-se também de 11 anos consecutivos de liderança nas audiências.

 

 

 

A estreia do Big Brother em 2000, formato rejeitado pela SIC, e a aposta na ficção nacional abriram as portas a uma nova TVI, capaz de destronar a liderança do canal de Carnaxide. Fê-lo, em absoluto, em 2005, mas já antes dava sinais de que tal iria acontecer. Em 2001, conquistara os portugueses no horário nobre com Olhos de Água.

 

Atualmente, o quarto canal continua líder, embora já tenha visto dias melhores. Não que a concorrência lhe morda os calcanhares, a distância para a SIC é de cerca de 3,8% de share, mas porque a Mundo mudou. A Internet retirou muito do tempo e do espaço que era das televisões e os canais pagos ganham mais espaço de dia para dia. 

 

Contudo, a TVI leva a melhor em quase todos os horários. Você na TV, A Tarde é Sua, A Única Mulher e Santa Bárbara lideram os seus horários, enquanto que o Jornal da Uma, A Quinta e o Jornal das 8 têm uma disputa mais difícil e nem sempre conseguem liderar. 

 

O star system também está bem e recomenda-se. Fátima Lopes, Cristina Ferreira e Manuel Luís Goucha encabeçam a lista de apresentadores mais queridos pelo público português. Também nos últimos anos, o canal tem lançado novos nomes, tanto na ficção, como no jornalismo ou na apresentação, o que é de louvar.

 

Por tudo isto e muito mais: Parabéns TVI!

 

Faça "like" na página do blog no Facebook e não perca os próximos artigos!

Você na TV! perto do milhão de espetadores

 

 

O programa da TVI alcançou, esta segunda-feira, um pico de audiência que correspondeu a cerca de 920 mil espetadores.

 

 

 

 

O Você na TV! de ontem registou, às 12H52, uma audiência de 9,8% de rating e 38,7% de share. Estes números correspondem a quase um milhão de espetadores.

 

Este é um valor digno de registo já que, por exemplo, neste dia, a novela Santa Bárbara, transmitida em horário nobre pelo mesmo canal, não foi além de uma média de cerca de 807 mil espetadores.

 

O formato apresentado por Manuel Luís Goucha e Cristina Ferreira foi o programa mais visto no horário, seguido do Queridas Manhãs, da SIC, e do A Praça, da RTP1.

Polémicas de Facebook

 

Cada vez mais, televisões e figuras públicas comentam ou tomam atitudes relacionadas com aquilo que se escreve nas redes sociais, sobretudo no Facebook.

 

Agora, qualquer passo em falso, ou não, gera polémicas, em muitos casos, descabidas.

 

A mais recente envolve Iva Domingues e a Câmara Municipal de Guimarães. Obviamente que o comentário feito pela apresentadora no programa da tarde, descontextualizado, é ofensivo para com a cidade e os vimaranenses mas não o é se atentarmos toda a conversa que o antecedeu. Esta situação originou um sem fim de comentários no Facebook de pessoas que se insurgiram contra a comunicadora. 

 

A TVI diz que não tem nenhum problema com esta situação mas o que é certo é que Iva Domingues deixou de substituir Fátima Lopes no A Tarde é Sua.

 

Recentemente a SIC cancelou um programa que ia juntar golfinhos e famosos após um parecer negativo da Direção-Geral da Alimentação e Veterinária e do Instituto da Conservação da Natureza e das Florestas. Também este programa causou mau estar nas redes sociais já que foram muitos aqueles que se revoltaram contra o formato.


Rita Pereira, Rita Ferro Rodrigues, Jessica Athayde, Nuno Graciano ou Manuel Luís Goucha também já estiveram envolvidos em polémicas do género.

 

Estamos a entrar por um caminho complicado e desnecessário. O Facebook e o que nele se escreve, muitas vezes, não pode ser tomado como uma verdade absoluta e também não se deve utilizá-lo como um fidedigno medidor de opiniões. São muitos os que se escondem atrás de falsos perfis e são muitos aqueles que criticam só por criticar.

 

As televisões e as figuras públicas estão a dar demasiada importância a estas situações e não o deviam fazer. Há-de haver sempre quem goste e quem odeie aquilo que fazemos. Se o nosso foco estiver virado para as más opiniões nunca havemos de fazer nada.

 

As opiniões são importantes mas não passam disso mesmo, opiniões.

 

Gostou? Faça "like" na página do blog no Facebook e não perca os próximos artigos!

Febre de sábado à noite

 

Durante muito tempo, entre os canais generalistas, apenas a RTP apostou em vários géneros de programas para os sábado à noite. SIC e TVI colocaram no ar as habituais novelas ou, no caso da primeira, programas de baixo custo como o Gosto Disto!.

 

 

Com esta opção o canal público conseguiu, com a maioria dos programas, ter mais espetadores neste dia do que durante a semana no horário nobre. A razão para a falta de apostas das privadas tem a ver com o facto de o sábado ter a noite menos nobre de todas as outras, ou seja, principalmente os jovens não estão em casa a ver televisão.

 

A TVI entendeu que, mesmo assim, podia fazer melhor e captar mais público. Pegou em Manuel Luís Goucha e em Masterchef, um formato internacional de grande sucesso, e conseguiu aquilo que queria. Captou público, publicidade e deixou a concorrência a uns bons milhares de espetadores de distância.

 

A SIC percebeu que não pode ir mais à luta com programas "engavetados" ou de vídeos que estão na Internet e escolheu o seu novo reforço, João Baião, para enfrentar a concorrência. A seu lado vai estar Júlia Pinheiro que, quanto a mim, devia estar antes no novo reality-show, Power Couple, em vez de Bárbara Guimarães. Juntos, Júlia e Baião, apresentam Sabadabadão. É um formato inglês que aposta no humor, jogos, apanhados e prémios.

 

Não sei se vai chegar para vencer o programa de culinária da TVI mas que a partir de 10 de maio as noites de sábado vão "aquecer", ai isso vão.

 

Com tudo isto perde ainda mais a RTP que com o Desafio Total, um programa bastante fraco, atinge os piores resultados dos últimos tempos.