Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

A caixa que já foi mágica

Blog de opinião sobre a televisão portuguesa

SIC cancela "SuperNanny"

super nanny.jpg

facebooknovo.jpg

 

O Tribunal Judicial da Comarca de Lisboa Oeste ordenou, esta tarde, que a SIC utilize filtros na imagem e na voz dos intervenientes do terceiro programa. O canal decidiu cancelar a emissão do próximo domingo.

 

 

   O "SuperNanny" é um dos programas mais polémicos da televisão portuguesa dos últimos anos. Foi muitas vezes, e por várias identidades, acusado de violação dos direitos das crianças. O formato acabou, hoje, por ter de ser cancelado pela SIC.

 

   A magistrada Cláudia Alves, do Tribunal de Lisboa Oeste, permitiu à SIC, provisoriamente, transmitir o programa desde que fossem utilizados "filtros de imagem e de voz, quer dos menores, quer dos seus progenitores, quer de quaisquer outras pessoas que intervenham ou participem no programa e que, por vínculo familiar ou com os menores, permitam identificá-los", pode ler-se na decisão.

 

   Em comunicado, o canal de Carnaxide fez saber que o terceiro episódio não vai para o ar este domingo, uma vez que "as restrições impostas equivalem, na prática, a alterações substanciais do formato original, tal como foi transmitido em mais de vinte países. A SIC irá acatar esta decisão, que lamenta.", esclarece a estação em comunicado.

 

   O incumprimento desta decisão do Tribunal pode custar à SIC 15 mil euros por dia.

 

   Recorde-se que na exibição do segundo episódio o canal conseguiu a liderança nas audiências, algo pouco comum no horário nobre de domingo.

 

   Até ao momento não se sabe que programa vai substituir o "SuperNanny".

 

LEIA AINDA A OPINIÃO SOBRE A POLÉMICA EM TORNO DO "SUPERNANNY":

Portugal dos Pequenitos

 

facebooknovo.jpg

 

 

"SuperNanny" sobe ao primeiro lugar das audiências

super nanny.jpg

facebooknovo.jpg

 

A SIC emitiu, este domingo, o segundo programa do reality-show debaixo de uma enorme polémica. O formato acabou por liderar as audiências.

 

   

   A polémica em torno de "SuperNanny" deu bons frutos para o canal de Carnaxide. O problemático Francisco, de 5 anos, deu ao programa da SIC o primeiro lugar das audiências com uma média de 1 milhão e 251 mil espectadores. Estes valores correspondem a 12,9 % de audiência média e a 26 % de quota de mercado. Com este resultado, Teresa Paula Marques conseguiu subir os números da estreia.

 

   O habitual líder de horário nobre de domingo, o "Masterchef Júnior" da TVI, caiu para a segunda posição, ao registar uma média de 1 milhão e 206 mil espectadores. Este número resulta em 12,5 % de audiência média e 25,3% de share.

 

   Na RTP1, a emissão de "Planeta Azul" não foi além dos 4,5 % de rating e dos 9,0% de quota de mercado. Este valor corresponde a cerca de 435 espectadores em média.

 

   Recorde-se que "SuperNanny" tem sido alvo de duras críticas e até de pedidos de retirada das imagens do primeiro episódio. Instituições como a Comissão Nacional de Promoção dos Direitos das Crianças e Jovens (CNPDCJ), a Unicef, o Instituto de Apoio à Criança e a Comissão de Protecção de Crianças e Jovens (CPCJ) já demonstraram o seu desagrado com o formato.

 

LEIA AINDA A OPINIÃO SOBRE A POLÉMICA EM TORNO DO "SUPERNANNY":

Portugal dos Pequenitos

 

Os dados apresentados são provisórios, da responsabilidade da CAEM/GfK e podem sofrer alterações. Incluem Vosdal.

facebooknovo.jpg

 

 

Portugal dos Pequenitos

   

img_818x455$2018_01_15_11_46_59_701312.jpg

 

facebooknovo.jpg

 

   A SIC tinha na gaveta o formato "SuperNanny" desde 2006. No domingo passado viu, finalmente, a luz do dia.

 

  As audiências do programa foram satisfatórias. Estreou em segundo lugar no horário nobre de domingo, muito próximo do líder "Masterchef Júnior".

 

   A fórmula é simples: uma experiente psicóloga ajuda famílias que têm de lidar com crianças com comportamento problemático.

 

   Assisti ao primeiro programa e não vi nada que me tivesse agradado, mas também nada que me tivesse chocado. Só que em Portugal, sobretudo desde que as redes sociais se massificaram, tudo tem de ser politicamente correto, tudo ofende e tudo é um crime. 

 

   Utilizadores de Facebook, Associações e Instituições fizeram saber o seu descontentamento relativamente a um programa que é um sucesso em inúmeros países, já há muitos anos. 

 

   Questiono se no programa do lado, o "Masterchef Júnior", ou qualquer outro em que crianças estão em competição não existe a utilização das crianças e dos seus sentimentos. Já não é a primeira vez que vejo uma criança a chorar no formato da TVI e em tantos outros. 

 

   Duvido que o "SuperNanny", em pouco mais de uma semana, consiga ajudar uma criança como deveria. Se o fizer, tanto melhor. 

 

   Mostrámos, mais uma vez, que somos o Portugal dos Pequenitos.

 

programaçaoSIC.jpg

facebooknovo.jpg

 

 

"Ele vai dar-nos uma sova tremenda". Pois vai!

youre-back-in-the-room-s2-ep2e34565076206507620.jp

 

facebooknovo.jpg

 

 

   Júlia Pinheiro comentou a escolha de Manuel Luís Goucha para apresentar o "Secret Story 7", na TVI. A apresentadora mostrou-se feliz e admitiu uma futura derrota da SIC frente ao reality-show. Júlia falou como amiga, mas não se devia ter esquecido de que é Diretora Executiva de Conteúdos da maior concorrente do canal de Queluz.

 

   Ao assumir uma derrota antecipada está a deitar por terra a nova aposta da estação de Carnaxide. Trata-se de "You´re Back In The Room" ou "Divertidamente", em Portugal. É um concurso onde os concorrentes terão de realizar várias provas. A verdadeira novidade deste "game-show" é a de que os participantes vão ser hipnotizados antes das provas. 

 

   A SIC escolheu João Manzarra para apresentar e fez mal. Manzarra já não é o que era e também não o quer ser. Deixou de ser o jovem promissor do canal e um apresentador que conquistava o público como o fez na sua primeira edição de "Ídolos". Manzarra já não tem força e carisma suficiente para aguentar um grande formato, muito por culpa da gestão de carreira que fez nos últimos anos. 

 

   O formato até é interessante e divertido, mas não vai chegar para fazer frente à TVI. Ainda para mais, a apresentação deveria ficar a cargo de uma figura de maior peso. Têm João Baião, que vai deverá ficar sem trabalho em fevereiro, e a própria Júlia Pinheiro podia ter-se chegado à frente. 

 

   Por outro lado, o programa terá a fortíssima concorrência de um "Secret Story" renovado e com o fator surpresa que é a apresentação de Manuel Luís Goucha.

 

   A SIC não iria evitar a derrota. Poderia era não perder por muito.

 

facebooknovo.jpg

 

"Dragon Ball Super" regressa à SIC no primeiro trismestre

Após-a-exibição-da-maratona-de-estreia-a-série

facebooknovo.jpg

 

Fonte da SIC revelou ao "A Caixa que já foi Mágica" que as aventura do super-herói regressam, previsivelmente, até março.

 

   O canal de Carnaxide, por razões contratuais, foi obrigada a interromper a transmissão de "Dragon Ball Super" em abril do ano passado.

 

   Até ao momento, a estação não tinha feito saber quando é que a série de animação iria voltar aos ecrãs portugueses, apesar de se saber que as dobragens continuavam a ser realizadas pela "Audio In".

 

   O departamento de marketing da SIC revelou ao "A Caixa que já foi Mágica" que Son Goku regressa "previsivelmente, no primeiro trimestre deste ano".

 

   Recorde-se que "Dragon Ball Super" estreou na estação a 24 de setembro de 2016, aos sábados e domingos de manhã.

 

facebooknovo.jpg

 

SIC prepara "Dr. Oz" à portuguesa

14052490_657895681041839_1479469536_n.jpg

 

facebooknovo.jpg

 

 

O canal de Carnaxide já terá decidido que quer um formato sobre medicina, nas suas tardes, a partir de março.

 

 

   A revista TV 7 Dias avançou a notícia de que a SIC já terá decidido que formato fará par com as novelas na substituição do "Juntos à Tarde".

 

   Segundo a publicação, o formato já estará em pré-produção e é inspirado no sucesso norte-americano "Dr. Oz Show", no qual o conceituado médico dá dicas e informações sobre saúde e bem-estar. 

 

   Pedro Lopes deverá ser o "Dr. Saúde", segundo informações da mesma revista. O médico já tem experiência na televisão. Fez parte do programa "Mais Mulher", na SIC Mulher, e também participou na rubrica "Doutores" inseridos em programas do canal generalista. É licenciado em Medicina pela Faculdade de Medicina da Universidade de Lisboa (1995-2001). Tem dedicado a sua atividade à Medicina Farmacêutica, onde desempenhou funções como Consultor Científico e Director Médico. Além disso, acumula ainda a prática de Clínica Geral em diversas instituições de saúde privadas.

 

   A estreia do formato está apontada para março e deverá ocupar a faixa horária das 18H00 às 19H00.

 

facebooknovo.jpg

 

Quatro mulheres para apresentar a música europeia ao Mundo

Eurovision-2018.jpg

 

facebooknovo.jpg

 

A RTP revelou, esta tarde, as quatro mulheres que vão apresentar o "Festival Eurovisão da Canção" deste ano.

 

festival-euroviso-da-cano-2018-apresentadoras-impr

 

   A estação pública acabou, esta segunda-feira, com a especulação. Catarina Furtado, Sílvia Alberto, Filomena Cautela e Daniela Ruah vão apresentar a primeira edição, em solo português, do "Eurovision Song Contest". 

 

   A escolha da RTP é inédita, uma vez que nunca tinham sido nomeadas quatro mulheres para apresentar o certame.

 

   As escolhidas já se manifestaram nas suas páginas de Instagram. Conheça as reações e um resumo do percurso profissional de cada uma delas:

 

   Catarina Furtado

catarina.jpg

   

   Catarina começou a sua carreira na televisão no programa "TOP +", da RTP1.

 

   Em 1992 mudou-se para a SIC, onde apresentou o "Chuva de Estrelas". No canal de Carnaxide foi ainda a cara de programas como "Caça ao Tesouro", "Pequenos e Terríveis" ou "Catarina.Com", o último formato que apresentou na estação privada. Ainda na SIC, foi protagonista da novela "Ganância".

 

   No regresso à RTP, em 2003, apresentou a primeira edição da "Operação Triunfo". Juntou ainda ao currículo programas como "Música no Ar", "Príncipes do Nada", "Dança Comigo" ou, mais recentemente, "The Voice Portugal".

 

   A apresentadora foi também escolhida para apresentar a edição do "Festival da Canção" de 2017.

 

   Sílvia Alberto

 

silvia.jpg

    Sílvia também começou cedo nas lides televisivas. Estreou-se, também ela, na RTP em o "Clube Disney". Mudou-se, depois, para a RTP2 onde assumiu o "Clube da Europa".

 

   Em 2004 teve o seu primeiro grande desafio na SIC. Ao lado de Pedro Granger, apresentou o "Ídolos".

 

   Em 2006 regressou à RTP para substituir Catarina Furtado no "Dança Comigo". Seguiu-se o "Aqui Há Talento", "Operação Triunfo", "Olha Quem Dança" e "Masterchef".

 

   Este ano tem a seu cargo o "Got Talent Portugal", o "Sociedade Recreativa" e "Os Extraordinários".

 

   Filomena Cautela

 

filomena.jpg

 

    Filomena começou a carreira de atriz no teatro. Em 2002, os "Morangos com Açucar" lançam-na para as luzes da ribalta. Seguiram-se "Ana e os Sete", "Mundo Meu" e "Inspetor Max".

 

   Em 2005 venceu o casting para apresentadora da MTV Portugal e em 2007 fez a novela "Vingança", na SIC.

 

   Já em 2009 tornou-se apresentadora do "5 para a Meia-Noite", na RTP2, e passou ainda pelo canal Globo Portugal.

 

   Atualmente, é o rosto do formato semanal do programa que lhe abriu as portas na televisão pública.

 

   Daniela Ruah 

 

daniela.jpg

 

   Daniela é a única figura internacional no quarteto. Estreou-se na televisão pelas mãos da TVI, em "Jardins Proibidos". O bom desempenho fê-la voltar, mais tarde, em "Querida Mãe", "Filha do Mar", "Dei-te Quase Tudo" e "Tu e Eu".

 

   Em 2007 apresentou o formato "Cinebox", na TVI 24, e venceu o "Dança Comigo".

 

   Em 2009 conseguiu o papel que lhe acabou por mudar a vida. Participou na série norte-americana "NCIS" e vestiu a pele de Kensy Blye, no spin-off "NCIS: Los Angeles". A revista "Esquire" chegou a nomeá-la como uma das 100 mulheres mais bonitas do Mundo.

 

 

    As três apresentadoras da RTP e a atriz internacional sobem ao palco do Altice Arena a 8 e 10 de maio, nas duas primeiras semi-finais, e a dia 12 do mesmo mês, na grande final do concurso.

 

facebooknovo.jpg

 

Júlia Pinheiro antevê derrota da SIC contra "Secret Story 7"

img_828x523$2017_02_14_12_55_39_36886_im_636266458

facebooknovo.jpg

 

A apresentadora comentou a escolha de Manuel Luís Goucha, para comandar o reality-show da TVI, com uma afirmação peremptória: " Ele vai dar-nos uma sova tremenda".

 

   

   O "Secret Story 7" ainda nem começou e Júlia Pinheiro já atirou a toalha da SIC ao chão. A diretora executiva de conteúdos do canal de Carnaxide, em entrevista à revista TV 7 DIAS, antecipou que não espera vencer as audiências contra Manuel Luís Goucha: "Ele vai dar-nos uma sova tremenda. E eu, com um grande sorriso, vou abrir as audiências para ver o grande triunfo do meu amigo. Há formatos em que passamos e não fica uma ligação, mas com este ficou, por isso fico muito feliz que seja ele a fazer", afirmou.

 

   Júlia elogiou ainda para elogiar o colega: "O Manel está na plenitude absoluta das suas capacidades como comunicador, está cada vez melhor. Tem uma empatia com o público total hoje em dia e reuniu uma experiência que faz com que tudo aquilo que é necessário em plateau esteja afinadíssimo, muito bem calibrado", confessou.

 

   Recorde-se que a apresentadora foi a cara da primeira edição da "Casa dos Segredos", quando ainda não estava na SIC.

 

   A estreia do reality-show está marcada para o primeiro trimestre de 2018.

 

facebooknovo.jpg

 

 

 

"Velocidade Furiosa 7" é o filme mais visto de 2018

facebooknovo.jpg

 

furious-7-walker-scenes-digitally-recreated.jpg

 

A história protagonizada por Vin Diesel e transmitida ontem à tarde, pela TVI, tornou-se no filme mais visto da televisão portuguesa no novo ano.

 

 

   Com uma média de um milhão e 194 mil telespectadores, o último filme em que Paul Walker esteve presente registou 12.3% de audiência média e 29.2% de share. Já nas últimas cenas da película, em que é feita a homenagem ao ator que faleceu num acidente de automóvel, a TVI registava o valor mais alto do dia com mais de milhão e meio de espectadores. 

 

   2018 ainda mal começou, é verdade, mas por enquanto, "Velocidade Furiosa 7" lidera o pódio dos filmes mais vistos na televisão em Portugal

 

   No mesmo horário, a SIC emitiu “007: Spectre” e garantiu o segundo lugar no horário de fim de tarde. A história protagonizada por Daniel Craig marcou 9.1% de audiência média e 21.7% de share, o que corresponde a uma média de 880 mil espectadores.

 

   Na mesma faixa horária, a estreia de “Negócio das Arábias”, na RTP1, não foi além dos 2.6% de rating e dos 6.0% de share.

 

   A SIC acabou por vencer o primeiro dia 2018, por mais duas décimas que a TVI, que se ficou pelo segundo lugar nas audiências. A RTP1 não foi além do terceiro lugar, bem abaixo das privadas.

 

   Conheça outras curiosidades nas audiências do primeiro dia do ano:

 

   - Ao início da tarde, "À Procura de Dory" (SIC) venceu a estreia de "Mínimos" (TVI);

 

   - A meio da tarde, o primeiro filme de "Sozinho em Casa" (SIC) levou a melhor, por uma curta margem, sobre a "Missão Impossível: Operação Fantasma" (TVI). Os dois registaram uma audiência superior a “Creed: O Legado de Rocky” (RTP1);

 

   - À noite, "Zootrópolis" (SIC) não conseguiu vencer a novela "A Herdeira" (TVI), ainda assim, foi o segundo filme mais visto do dia;

 

   - A estreia de "Deadpool" (SIC) não conseguiu manter os números da animação da Disney e perdeu, em toda a linha, para a novela "Jogo Duplo" (TVI).

 

Os dados apresentados são provisórios, da responsabilidade da CAEM/GfK e podem sofrer alterações. Incluem Vosdal.

facebooknovo.jpg

 

 

 

Saiba o que lhe reserva a televisão no final do ano

facebooknovo.jpg

 

fim-do-ano-pousada-de-lisboa.jpg

 

   

As principais televisões deram a conhecer aquilo que vão transmitir na última noite de 2017. Apenas a RTP 1 vai estar em direto, SIC e TVI apostam em programas gravados.

 

 

   De uma forma ou de outra, o teatro e a representação vão reinar nos três canais generalistas na passagem de ano. A estação pública inicia a noite com a comédia "Noivo Por Acaso", protagonizada por Fernando Mendes. Às 23H00, Filomena Cautela e Inês Lopes Gonçalves vão estar em direto do Terreiro do Paço, em Lisboa, para um especial do programa "5 Para a Meia-Noite".

 

   Também a SIC vai apostar em teatro. Desta feita, João Baião entra em cena com "Volta ao Mundo em 80 Minutos", de Filipe Lá Féria. Na plateia vão estar várias figuras bem conhecidas do universo do canal de Carnaxide, num especial de fim de ano.

 

   Por sua vez, a TVI aposta em "A Tua Cara Não Me É Estranha". Manuel Luís Goucha e Cristina Ferreira vestem-se de gala para receber vários convidados numa noite repleta de imitações. 

 

   Pedro Teixeira, Rita Pereira, Sofia Ribeiro, Mónica Jardim, Isabel Silva, Maria Sampaio, David Antunes, Sérgio Rossi, Darko, Melânia Gomes, Mico da Câmara Pereira, Toy e FF são os nomes que vão subir ao palco do programa.

 

   Ana Malhoa, Virgul, Nélson Freitas e os Calema também vão atuar, embora sem imitações.

 

facebooknovo.jpg