Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

A caixa que já foi mágica

Blog de opinião sobre a televisão portuguesa

"O Outro Lado do Paraíso" já tem substituta na SIC

DgtzxXvU0AA8Z7U.jpg

 

facebooknovo.jpg

 

"Segundo Sol" é novela da Globo escolhida pela SIC para os finais de noite já a partir de setembro.

 

 

   O sucesso brasileiro "O Outro Lado do Paraíso" está prestes a terminar em Portugal, mas já existe substituta. "Segundo Sol" é a mais recente novela da TV Globo, da autoria de João Emanuel Carneiro, conhecido por sucessos como "Avenida Brasil", "Cobras e Lagartos" ou "Da Cor do Pecado". 

 

   A novela, protagonizada por Giovanna Antonelli, Deborah Secco, Adriana Esteves e Emilio Dantas conta a história de Beto (Emilio Dantas) que se tornou famoso como cantor. Para ajudar a pagar parte das dívidas da família e depois de uma gestão desastrosa da sua carreira, o cantor aceita dar um novo espetáculo. 

O problema é que o avião em que Beto viaja cai e este é dado como morto. O cantor sobrevieu, mas depois de o Brasil ficar comovido com sua a morte, o irmão Remy e a namorada Karola (Deborah Secco) convencem-no a não se revelar e a passar um tempo na ilha de Boiporã. Com esta estratégia, conseguem tempo para ganhar dinheiro com a situação e recuperar a casa da família. É nesse momento que o jovem conhece Luzia (Giovanna Antonelli).

Os dois apaixonam-se e fazem planos de casamento, sem que ela saiba a verdadeira identidade do cantor. Depois de descobrirem as intenções de Beto, Karola e Laureta (Adriana Esteves) juntam-se e conseguem separar o casal. 

 

   Apesar de ser um sucesso no país irmão, "Segundo Sol" regista, até ao momento, menor audiência que a sua antecessora "O Outro Lado do Paraíso".

 

   A estreia está marcada para 3 de setembro, segunda-feira, ao final da noite.

 

   Veja o trailer.: 

 

facebooknovo.jpg

 

TVI responde à SIC com "First Dates"

 

First-Dates-logo.jpg

facebooknovo.jpg

 

O novo programa da TVI aposta no primeiro encontro entre duas pessoas e deve chegar em novembro.

 

 

    O canal de Queluz de Baixo não ficou indiferente ao "Casados à primeira vista", da SIC, e decidiu apostar num formato semelhante.

 

   Fátima Lopes foi a apresentadora escolhida e vai estar no ar durante 10 semanas com o  "First Dates", um original britânico e produzido em mais de 20 países. 

 

   A mecânica é simples: cada programa contará com cerca de 6 encontros, num restaurante, entre duas pessoas solteiras que nunca se viram antes. A ideia é promover o amor à primeira vista. Os concorrentes que ficarem agradados com a experiência continuam a ser seguidos, ao contrário daqueles que não gostarem da nova companhia.

 

   Recorde-se que a SIC anunciou recentemente a aposta num formato em que os concorrentes se casam sem se conhecerem.

 

facebooknovo.jpg

João Paulo Pinheiro

cl-4731.jpg

 

facebooknovo.jpg

 

   João Paulo Rodrigues está na SIC desde 2014. Ficou conhecido depois de Teresa Guilherme ter apostado na dupla da qual fazia parte e que lhe trouxe o primeiro vislumbre de sucesso. O "Tele Rural", com a dupla Zeca Estacionâncio e Quim Roscas, chegou a ter um programa independente na RTP e até um filme. 

 

   A sua vida acabou por mudar quando foi vencedor do "A Tua Cara Não Me É Estranha", em 2012. A TVI deu-lhe dois programas para apresentar, mas a SIC levou-o para fazer dupla com Júlia Pinheiro. O "Querida Júlia" não conseguiu obter bons resultados e a opção foi criar o "Queridas Manhãs" que está no ar até hoje. 

 

   João Paulo não errou ao ter mudado para o canal de Carnaxide. Errou antes em deixar de ser quem era. O público tinha carinho pela boa disposição, a alegria, a espontaneidade, a pronúncia nortenha e o humor.

 

   Júlia Pinheiro moldou-o ao seu estilo e o apresentador passa hoje despercebido ao grande público. Tudo aquilo que o tornava diferente deixou de existir. Aquilo que vemos hoje é muito diferente daquilo a que já nos tinha habituado. A verdade em televisão é essencial e aquele João Paulo Rodrigues, ou Jota como passou a ser estupidamente apelidado, afasta-se daquilo que realmente é, ou foi.

 

   Agora, algumas notícias dão conta de que o "Queridas Manhãs" vai terminar. Caso tal informação se venha a verificar, muito dificilmente o apresentador terá espaço numa SIC renovada, sobretudo se mantiver a postura que adotou nos últimos anos.

facebooknovo.jpg

 

SIC prepara mudanças profundas

volt3.jpg

 

facebooknovo.jpg

 

A estação de Pinto Balsemão prepara-se para fazer várias mudanças na sua programação após o verão. O "Querida Manhãs" e o  "Dr. Saúde" chegam ao fim, o "Linha Aberta" tem o futuro incerto. João Baião deve apresentar as novas manhãs do canal e Júlia Pinheiro as tardes.

 

 

   

   Depois de ter sido anunciado como o novo homem forte da SIC, Daniel Oliveira prepara-se para alterar grande parte da programação semana do canal, segundo avança a revista TV7 Dias.

 

   O "Queridas Manhãs" deve terminar e a dupla Júlia Pinheiro e João Paulo Rodrigues cai por terra. O programa, já com mais de quatro anos no ar, nunca chegou a fazer frente ao líder "Você na TV!".

Ao que tudo indica, o horário matinal ficará a cargo de João Baião que procurará dar mais alegria ao horário. Sabe-se ainda que não deverá estar sozinho e que Diana Chaves é uma das figuras em cima da mesa. Recorde-se que a atriz foi elogiada, por exemplo, pela condução do "Achas Que Sabes Dançar?".

 

   As tardes, que hoje em dia são ocupadas por repetições de novelas, também não estão a trazer boas audiências, apesar de também não carecerem de investimento. A ideia, segundo a mesma publicação, será trazer de volta Júlia Pinheiro a um horário onde já liderou enquanto estava na TVI. A intenção será mesmo criar um formato muito parecido com o extinto "As Tarde da Júlia".

 

   O "Dr. Saúde" também está prestes a terminar. Depois de alguns meses com resultados bastante fracos e depois de ter falhado o teste na repetição durante a manhã, o formato tem o seu final anunciado.

 

   Com o futuro mais incerto está o "Linha Aberta". Hernâni Carvalho não se conseguiu impor no horário das 19H00. A TV7 Dias avança que o programa pode passar por uma reformulação ou mesmo terminar.

 

 

Troca de reality-shows

married-at-first-sight.jpg

 

   Daniel Oliveira não terá gostado da escolha da anterior direção para os domingos. A ideia era apostar em "Wife Swap", onde duas mulheres trocavam de família ao longo de várias semanas. 

 

   "Casamento à Primeira Vista" é então a proposta da SIC, como foi anunciado recentemente pelo blog aqui. Apesar da versão original não contar com um apresentador, existe a possibilidade de Júlia Pinheiro regressar ao horário nobre. A versão original tem o nome de "Married at first sight" e a versão australiana está em exibição na SIC Mulher.

 

facebooknovo.jpg

 

"Casados à primeira vista" é a nova aposta da SIC

https___s3-ap-southeast-2.amazonaws.com_vms-tv-ima

facebooknovo.jpg

 

A SIC prepara um novo reality-show, a estrear brevemente, em que um casal se conhece apenas no dia do casamento.

 

 

   Já pensou conhecer o seu noivo ou noiva apenas no dia em que vai subir ao altar? É essa a proposta que o canal de Carnaxide tem para o seu novo programa, que está a cargo da produtora Shine Iberia. 

 

   O formato, com o nome original "Married at first sight", é um sucesso em vários países um pouco por todo o mundo. Reino Unido, Estados Unidos da América ou Austrália contam já com várias temporadas do formato.

 

   Os concorrentes, que se podem inscrever através do e-mail casting@sic.pt , serão estudados por vários especialistas em relacionamentos. Depois de avaliadas as suas personalidades e criados os "casais perfeitos", estes terão de se casar, viver a noite de núpcias, a lua-de-mel e passar algumas semanas juntos. No final, decidem se querem continuar juntos ou se preferem o divorcio. 

 

   Ainda não é conhecida a data de estreia, mas deverá acontecer após o verão.

facebooknovo.jpg

 

 

 

O desafio de Daniel

naom_59b7a6d73db44.jpg

 

facebooknovo.jpg

 

   Daniel Oliveira foi, recentemente, nomeado como diretor-geral de entretenimento do grupo Impresa. O também apresentador tem na programação da SIC a sua missão mais espinhosa.

 

   O canal de Pinto Balsemão está a atravessar uma das fases mais difíceis do seu percurso depois de várias apostas falhadas por parte dos antigos nomes fortes, Gabriela Sobral e Luís Proença.

 

   De momento, há apenas dois programas que vencem regularmente as audiências: o "Alta Definição" e a novela brasileira "O Outro Lado do Paraíso". Além disso, "O Nosso Mundo", "Vida Selvagem", alguns filmes e a informação têm a preferência do público de forma mais esporádica. Toda a restante programação fica atrás das propostas da TVI.

 

   Um canal privado, com intenção de liderar as audiências, não pode estar nesta situação. 

 

   O maior desafio de Daniel Oliveira será encontrar uma solução capaz para as manhãs e as tardes da semana. A anterior direção apostou no "Queridas Manhãs", em "Dr. Saúde" e no "Linha Aberta". Os resultados são desastrosos. De manhã Júlia Pinheiro e João Paulo Rodrigues não se conseguem aproximar com verdadeiro perigo de Manuel Luís Goucha e de Cristina Ferreira. No período vespertino, a aposta em "Dr. Saúde" e no "Linha Aberta" enterraram o já moribundo horário de acesso ao horário nobre, dificultando a missão do "Jornal da Noite". As novelas também precisam de voltar a ter maior qualidade a todos os níveis e o grande entretnimento tem de voltar, sobretudo aos domingos à noite.

 

   Apesar de ser uma tarefa difícil, acredito que com um maior investimento, com as apostas e caras certas a nova era da SIC pode mudar o panorama das audiências, até porque a TVI está longe de estar no seu melhor. 

facebooknovo.jpg

 

 

 

Eleven Sports chega em agosto para concorrer com a SPORTTV

elevensportspt.jpg

facebooknovo.jpg

 

 

A estreia do novo canal está marcada para dia 15 de agosto com a transmissão do Real Madrid X Atlético de Madrid a contar para a Supertaça Europeia.

 

 

   A Eleven Sports prepara-se para entrar no mercado português e tornar-se na maior concorrente da SPORTTV. O primeiro passo para esse caminho foi dado com a compra dos direitos da Liga dos Campeões da UEFA. 

 

   Para já, o novo canal vai estar apenas disponível da plataforma da NOWO, mas existe a informação de que já existem negociações com outras operadoras. Uma vez que, em Portugal, a NOWO ainda não chega a um grande número de lares, o canal vai lançar uma plataforma de streaming como já acontece, por exemplo, com a Netflix. O valor da mensalidade situa-se nos 9,99 € mensais.

 

   A Eleven Sports tem a Polónia como principal mercado, embora conte com mais de 150 plataformas de distribuição no mundo. Além da Liga dos Campeões, o canal detém ainda os direitos de transmissão das ligas espanhola, belga, alemã, francesa e escocesa.

 

 

img_5b3629fd2ba5f-e1530276483295.png

 

Opinião

 

   Nestas questões de concorrência quem ganha é sempre o consumidor e, neste caso, o espectador. A verdade é que a SPORTTV nunca teve concorrência e o único revés que sofreu no seu percurso foi a perda de alguns jogos do SL Benfica para o canal do clube. 

 

   Sem concorrência, o canal desportivo teve, até agora, a hegemonia dos direitos de transmissão de futebol em Portugal, podendo cobrar aquilo que bem entende ao consumidor. É verdade que só paga quem quer, mas também é verdade que as mensalidades da SPORTTV são elevadas.

 

   A concorrência da Eleven Sports vai mudar algumas coisas e obrigar a que a concorrência seja melhor em vários planos. Até porque, se estivermos atentos, a evolução da SPORTTV ao longo dos anos não foi extraordinária. 

 

facebooknovo.jpg

Valeu a pena?

 img_817x460$2017_12_01_15_35_06_321738.jpg

facebooknovo.jpg

 

   Este domingo a SIC dá por terminado o pacote de oito jogos do Mundial de futebol de 2018 adquiridos à RTP.

 

  O canal de Carnaxide não quis ficar à margem de um acontecimento a planetário, abriu os cordões à bolsa, e gastou, muito provavelmente, vários milhões.

 

   Terá valido a pena? Tenho muitas duvidas.

 

   Sem conhecer ainda as audiências do Espanha X Rússia, a contar para os oitavos-de-final da prova, a estação de Balsemão chegou à liderança em dois dias: na transmissão do Portugal X Marrocos e do Sérvia X Brasil. Qualquer uma das restantes transmissões não ajudaram a estação a liderar no total diário.

 

   Além disso, os informativos não melhoraram as habituais performances e a emissão dos resumos das partidas também não alteraram os habituais resultados nos vários horários em que foram para o ar. 

 

   A TVI, principal concorrente da SIC e habitual líder de audiências, não apostou no Mundial como as suas concorrentes generalistas e pouco ou nada perdeu com isso. Só não liderou nos dias em que a seleção portuguesa esteve em campo e no dia do Sérvia X Brasil.

 

   Na SIC, o sentimento deverá ser um misto entre o contentamento e a desilusão. As audiências cumpriram mas não surpreenderam. A partir de domingo a bola passa estar apenas do lado da RTP e da SPORTTV. 

 

Leia também: 

postsimples_fichatecnica_V1.png

"Ficha Técnica" com Tiago Brochado: "Lembro-me muitas vezes da morte do Fehér"

GettyImages-9755315581_770x433_acf_cropped.jpg

"Portugal X Espanha" é o programa mais visto desde 2016

facebooknovo.jpg

 

 

"Portugal X Espanha" é o programa mais visto desde 2016

GettyImages-9755315581_770x433_acf_cropped.jpg

facebooknovo.jpg

 

A estreia da seleção portuguesa no Mundial de futebol de 2018, frente à Espanha, foi acompanhado por uma média de 2,8 milhões de espectadores.

 

   A partida que colocou os dois países da Península Ibérica frente-a-frente rendeu à RTP1 uma audiência média de 28,9% e 68,2% de quota de mercado.

 

   O jogo emitido na sexta-feira (15/06), às 19H00, que acabou com um empate a três bolas entre as duas equipas foi o programa mais visto do ano e deu ao canal do Estado a liderança nas audiências nesse dia. Para se encontrar uma audiência superior é preciso recuar até dia 10 de julho de 2016, quando Portugal defrontou a França na final do "Euro 2016".

 

   Já em 2017, o programa mais visto foi "Portugal X Suíça", com 2,3 milhões de espectadores em média, num jogo a contar para a qualificação do Mundial que agora se joga. 

 

   A equipa das Quinas volta a entrar em campo na próxima quarta-feira para jogar com Marrocos. A partida tem início às 13H00 e é transmitida pela SIC.

 

Alguns dados apresentados são provisórios, da responsabilidade da CAEM/GfK e podem sofrer alterações. Incluem Vosdal.

facebooknovo.jpg

 

Vale Tudo

1024.jpg

facebooknovo.jpg

 

   A SIC anunciou, durante a semana passada, que ia ter no "Alta Definição" Ljubomir Stanisic. Logo depois, a TVI anúnciou que na noite anterior à exibição da entrevista da concorrência, iria exibir um programa especial do "Conta-me Como És" também com o Chef de cozinha.

 

   A isto chama-se contraprogramação! O canal de Queluz de Baixo quis anular a ida de uma das suas recentes estrelas à sua maior concorrente e dar visibilidade ao programa de Fátima Lopes criado para fazer frente ao formato de Daniel Oliveira.

 

   O resultado não foi relevante, mas conseguiu parte da sua intenção. Na noite de sexta-feira, o "Conta-me Como És" conseguiu uma média de 1 milhão e 222 mil espectadores, não alterando os números habitualmente registados pela novela "A Herdeira". Já no sábado, o "Alta Definição " baixou os valores das semanas anteriores e viu o concorrente aproximar-se. O programa da SIC registou 661 200 espectadores, em média, enquanto o da TVI conseguiu cerca de 604 700 espectadores, com a entrevista a Alexandra Lencastre.

 

   Qualquer canal, desde que seja privado, tem uma maior liberdade para fazer aquilo que quiser com a sua grelha de programação e jogar os trunfos necessários para obter a liderança nas audiências.

 

   Contudo, esta não deixa de ser uma situação de "jogo sujo" e, para qualquer espectador mais desatento, fica a ideia de que foi a SIC a ir atrás da TVI.

 

   Obviamente que este não é caso único e que todas as estações, de uma forma ou de outra, já o fizeram. O que aqui se tratou foi de uma "jogada" menos bonita.

 

   Quanto aos formatos, o "Alta Definição" é melhor, sobretudo na edição e no conteúdo da entrevista. Não se trata de chamar o "Conta-me Como Foi" de imitação, porque o formato da SIC também não é inédito, mas Daniel Oliveira é melhor entrevistador que Fátima Lopes, assim como Fátima Lopes é melhor apresentadora de televisão do que Daniel Oliveira. 

Alguns dados apresentados são provisórios, da responsabilidade da CAEM/GfK e podem sofrer alterações. Incluem Vosdal.

facebooknovo.jpg