Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

A caixa que já foi mágica

Blog de opinião sobre a televisão portuguesa

Novelas em crise

Fotografia.: tv7dias.pt

 

facebooknovo.jpg

 

"Valor da Vida" e "Alma e Coração" são as duas novelas nacionais mais vistas pelos portugueses.

 

Embora sejam as mais assistidas pelo público, não significa que sejam um sucesso.

 

A novela da TVI leva sempre a melhor sobre a da SIC, mas se o ponto de comparação for a antecessora, "A Herdeira", "Valor da Vida" perde em grande escala.

 

O público parece ter rejeitado as duas produções, talvez por se afastarem daquilo a que se chama habitualmente de "novelão". Os temas escolhidos para fio condutor podem ser as grandes causas para essa rejeição. A produção protagonizada por Rúben Gomes, conta a história de um homem que acorda no Líbano sem uma única memória. Mais tarde, sabe-se que Artur, o nome do personagem, foi dado como morto há vinte anos. Quando volta para Portugal, toda a família e amigos ficam surpreendidos porque ele não envelheceu.

 

Fotografia.: Ana Antónia Bento

 

Já em "Alma e Coração", Soraia Chaves protagoniza a faceta mais "estranha" da trama. A sua personagem, Júlia, fez um transplante de coração. A mulher recebe o coração do avô de Diana (Cláudia Vieira) e torna-se numa pessoa amarga. Após o período de recuperação, Júlia sente um apelo e faz de tudo para ficar com a filha que a protagonista teve de deixar num lar de acolhimento.

 

Tudo o resto, em ambas as histórias, é mais do mesmo.

 

"Valor da Vida" chega a ter menos cerca de 100 mil espectadores do que tinha "A Herdeira". Já a história da SIC tem a missão mais difícil uma vez que "Paixão" não foi o sucesso que se aguardava. "Alma e Coração" chega a ter menos 100 a 200 mil espetadores que a história que a precedeu.

 

Com esta situação, a RTP1 consegue obter os melhores resultados dos últimos anos em horário nobre. O "Joker", apresentado por Vasco Palmeirim, é um verdadeiro caso de sucesso. O concurso teve, por exemplo, o melhor resultado a dia cinco de novembro, chegando mesmo a vencer a novela da SIC nos primeiros minutos.

 

Os canais privados têm um problema em mãos. É necessário correr atrás do prejuízo, alterar as tramas para conseguirem inverter a tendência na descida das audiências.  

facebooknovo.jpg