Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

A caixa que já foi mágica

Blog de opinião sobre a televisão portuguesa

O desafio de Daniel

naom_59b7a6d73db44.jpg

 

facebooknovo.jpg

 

   Daniel Oliveira foi, recentemente, nomeado como diretor-geral de entretenimento do grupo Impresa. O também apresentador tem na programação da SIC a sua missão mais espinhosa.

 

   O canal de Pinto Balsemão está a atravessar uma das fases mais difíceis do seu percurso depois de várias apostas falhadas por parte dos antigos nomes fortes, Gabriela Sobral e Luís Proença.

 

   De momento, há apenas dois programas que vencem regularmente as audiências: o "Alta Definição" e a novela brasileira "O Outro Lado do Paraíso". Além disso, "O Nosso Mundo", "Vida Selvagem", alguns filmes e a informação têm a preferência do público de forma mais esporádica. Toda a restante programação fica atrás das propostas da TVI.

 

   Um canal privado, com intenção de liderar as audiências, não pode estar nesta situação. 

 

   O maior desafio de Daniel Oliveira será encontrar uma solução capaz para as manhãs e as tardes da semana. A anterior direção apostou no "Queridas Manhãs", em "Dr. Saúde" e no "Linha Aberta". Os resultados são desastrosos. De manhã Júlia Pinheiro e João Paulo Rodrigues não se conseguem aproximar com verdadeiro perigo de Manuel Luís Goucha e de Cristina Ferreira. No período vespertino, a aposta em "Dr. Saúde" e no "Linha Aberta" enterraram o já moribundo horário de acesso ao horário nobre, dificultando a missão do "Jornal da Noite". As novelas também precisam de voltar a ter maior qualidade a todos os níveis e o grande entretnimento tem de voltar, sobretudo aos domingos à noite.

 

   Apesar de ser uma tarefa difícil, acredito que com um maior investimento, com as apostas e caras certas a nova era da SIC pode mudar o panorama das audiências, até porque a TVI está longe de estar no seu melhor. 

facebooknovo.jpg