Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

A caixa que já foi mágica

Blog de opinião sobre a televisão portuguesa

O melhor e o pior de 2018

2018 está a chegar ao fim e o "A Caixa que já foi Mágica" faz o habitual balanço do ano. Conheça as escolhas do melhor e do pior no que à televisão generalista diz respeito.

facebooknovo.jpg

 

RTP1|

O MELHOR

"Eurovision Song Contest 2018"

eurovision_semi_hosts.jpg

Portugal teve a oportunidade de realizar, pela primeira vez, o "Festival Eurosvisão da Canção". Muitos eram os céticos que acreditavam que a estação pública não teria competência para realizar um evento desta envergadura.

A RTP não só conseguiu, como ainda introduziu o seu cunho e com muito menos dinheiro investido relativamente a anos anteriores.

A prova de fogo foi ultrapassada com distinção e o país esteve nas bocas do mundo por ótimas razões. 

Filomena Cautela merece também destaque por ter sido a maior surpresa deste "Festival". 

 

O PIOR

Trocas e baldrocas na Informação

522356_GONCALOVILLAVERDE-globalimagens.jpg

O ano foi negro para a informação do canal do Estado.

Paulo Dentinho tornou-se Diretor de Informação em março deste ano. Quis terminar com o "Prós e Contras" e preparou o afastamento de Cristina Esteves do "Telejornal". 

Uma polémica frase sobre a suposta violação de Cristiano Ronaldo a uma jovem americana colocaram-no na berlinda e este acabou por colocar o seu lugar à disposição.

Maria Flor Pedroso foi o nome escolhido para o substituir, mas também os nomes dos adjuntos causaram amargos de boca. O suposto valor que irá ser pago, por exemplo, a Cândida Pinto gerou mau estar nos corredores da Estação.

Espera-se um 2019 melhor.

 

SIC|

O MELHOR

"Casados à Primeira Vista"

graca-e-luis-1.jpg

Para o bem e para o mal, colocou de novo a SIC nas bocas dos portugueses. Inovador relativamente à temática, trouxe um novo fôlego que o canal de Carnaxide precisava.

E se algumas vitórias aos domingos são dignos de registo, a liderança no horário das 19H00 é um feito.

Relembre-se que a estação era a terceira escolha do público no horário, atrás de "O Preço Certo" e o "Apanha Se Puderes". A experiência social conseguiu liderar quase desde que estreou, atirando a concorrência, muitas vezes, para bem longe.

Foi, sem dúvida, uma aposta ganha.

 

O PIOR

"Dr. Saúde"

28685678_163961427740003_8637266508685382506_n.jpg

Uma aposta da antiga direção de programas da SIC, "Dr. Saúde" foi uma desgraça no que toca a audiências.

O formato não era péssimo, mas não funcionou. No horário das 18H00, a estação de Pinto Balsemão chegou a perder para os canais CABO.

Com a chegada de Daniel Oliveira aos comandos do canal, ainda foi testado de manhã, mas nem aí conseguiu impor-se. Terminou sem glória. Hoje, a substituta "Gabriela" lidera o horário.

 

TVI|

O MELHOR

Manuel Luís Goucha

img_818x455$2018_02_26_01_17_05_713262.jpg

O apresentador merece ser o destaque de 2018. Manuel Luís Goucha carregou a TVI às costas e teve sucesso em tudo aquilo em que entrou.

Segurou as audiências do "Você na TV", mesmo sozinho, liderou e fez esquecer Teresa Guilherme em "Secret Story" e ainda conseguiu ter tempo para uns especiais de "Masterchef" e para "O Monte do Manel".

Diria que, além da TVI, Manuel Luís Goucha foi a figura televisiva do ano.

 

O PIOR

A insistência em Cristina Ferreira

img_828x523$2017_11_12_16_42_49_92196.png

A transmissão, ainda hoje, do "Apanha Se Puderes" é o maior erro do canal de Queluz de Baixo. Insistir no cara que mudou de estação trouxe-lhe o terceiro lugar na audiências, às 19H00. A apresentadora tinha gravado programas para vários meses e a estação não quis perder o investimento. Plantou ventos e colheu tempestades.

Além disso, insistiu em "Dança com as Estrelas", um formato ligado a Cristina Ferreira. O resultado foi o mesmo. Rita Pereira, a substituta, é alvo de várias criticas, e as danças não cativam os portugueses. Até hoje, ainda não conseguiu vencer "Casados à Primeira Vista".

Pelo meio, Bruno Santos, diretor de programa da TVI, ainda foi capaz de afirmar ao jornal Público que nunca encararam "Cristina Ferreira como o rosto mais importante". Uma valente estupidez!

 

Leia também.:

SIC e TVI preparam mudanças para janeiro

O mais lidos de 2018 são...

facebooknovo.jpg

 

5 comentários

Comentar post