Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

A caixa que já foi mágica

Blog de opinião sobre a televisão portuguesa

"A Teia", "First Dates" e "Dança com as Estrelas" têm data de estreia marcada na TVI

fatima-lopes-first-date-950x556 (1).jpg

 

facebooknovo.jpg

 

A TVI anunciou a data de estreia de "First Dates" para dia 18 de novembro. Um dia depois chega a novela "A Teia", protagonizada por Diogo Morgado e Mafalda Marafusta. A nova edição do formato de cança chega a 9 de desembro.

 

 

O programa que junta Fátima Lopes e Rúben Rua chega uma semana após o final da segunda temporada de "Pesadelo na Cozinha". Domingo, dia 18 de novembro, chega o programa que promove o primeiro encontro entre dois desconhecidos. Durante um jantar, que terá a intervenção dos dois apresentadores, os dois concorrentes conversam entre si e decidem se querem ou não continuar a encontrar-se. "First Dates", adaptado em vários países, já foi comparado a "Casados à Primeira Vista", da SIC. 

 

Fátima Lopes defendeu-se das comparações, afirmando que o seu programa "não tem nada a ver" com o da concorrência.

Fotografia.: Logotipo de "A Teia"

 

Logo no dia seguinte, 19 de novembro, "A Teia" chega para substituir "Jogo Duplo" no horário nobre da TVI. A novela conta a história de Margarida (Mafalda Marafusta) que, ao receber uma mensagem no telemóvel e sem dizer nada à família, encontra-se em segredo com António (Diogo Morgado), com quem não contactava há muitos anos. Dias depois, os dois assaltam um banco utilizando um colar-bomba.

 

É este o fio condutor do policial proposto pelo canal de Queluz de Baixo. Alguma Imprensa comparou a trama com o sucesso brasileiro dos anos 1990, "A Próxima Vítima", emitida pela SIC. Na novela brasileira, as mortes de personagens eram uma constante sem nunca se saber quem cometia o crime.

 

15576790_ODQ3c.jpeg

 

No próximo mês é a vez do regresso de mais uma temporada de "Dança com as Estrelas", desta feita sem Cristina Ferreira. Rita Pereira e Pedro Teixeira assumem agora o desafio de comandar a nova edição do programa de sucesso. O dia 9 de dezembro, um domingo, foi a data escolhida pela TVI. Jessica Athayde, Kelly Bailey, Pedro Hossi, Júlia Palha e Bárbara Bandeira são alguns dos nomes que podem marcar presença no concurso de dança.

facebooknovo.jpg

 

"A Herdeira" despede-se na liderança das audiências. Substituta estreia este domingo

Fotografia: Plural Entertainment

 

facebooknovo.jpg

 

A novela da TVI, "A Herdeira", despediu-se dos portugueses este sábado à noite. A história de Maria João Mira liderou as audiências em Portugal no seu último capítulo. A sua substituta estreia este domingo.

 

 

A trama protagonizada por Kelly Bailey e Lourenço Ortigão chegou ao final no topo da preferência dos portugueses, mas sem conseguir superar a sua melhor audiência.

 

Um milhão e 280 mil espectadores, em média, foram os números registados pela despedida da história centrada nas comunidades ciganas. Estes valores convertem-se em 13,2% de audiência média e 32,2% de quota de mercado. 

 

Depois de um ano e cinco dias no ar, "A Herdeira" deixou os ecrãs no primeiro lugar das audiências de sábado, depois de liderar também na grande maioria dos dias em que foi emitida. 

 

Recorde-se que, na estreia, a história de Luz garantiu para a TVI uma média de um milhão e 656 mil espectadores.

 

"Valor da Vida" estreia este domingo

 

Fotografia: zapping-tv.pt

 

A substituta de "A Herdeira" tem estreia marcada para hoje (30/09). "Valor da Vida" é escrita por Maria João Costa, autora de "Ouro Verde" nomeada agora para um Emmy Internacional.

 

Protagonizada por Rúben Gomes e Ana Sofia Martins, a novela conta a história de Artur e Carolina, que não se conhecem, e despertam no mesmo dia de estados alterados de consciência que os deixaram alheados da vida durante muitos anos. Os dois sentem-se deslocados do mundo em que acordam. As pessoas à sua volta são as mesmas, mas para eles tudo mudou.

 

Do elenco fazem parte vários atores que já foram estrelas da gigante Rede Globo. Marcello Antony, Thiago Rodrigues, Carolina Kasting e Adriano Toloza juntam-se a, por exemplo, Dalila Carmo e Joaquim Horta.

 

A estreia estreia acontece depois do "Jornal das 8". "Pesadelo na Cozinha" foi adiado por uma semana.

 

Alguns dados apresentados são provisórios, da responsabilidade da CAEM/GfK e podem sofrer alterações. Incluem Vosdal.

 

 

facebooknovo.jpg

 

"O Outro Lado do Paraíso" já tem substituta na SIC

DgtzxXvU0AA8Z7U.jpg

 

facebooknovo.jpg

 

"Segundo Sol" é novela da Globo escolhida pela SIC para os finais de noite já a partir de setembro.

 

 

   O sucesso brasileiro "O Outro Lado do Paraíso" está prestes a terminar em Portugal, mas já existe substituta. "Segundo Sol" é a mais recente novela da TV Globo, da autoria de João Emanuel Carneiro, conhecido por sucessos como "Avenida Brasil", "Cobras e Lagartos" ou "Da Cor do Pecado". 

 

   A novela, protagonizada por Giovanna Antonelli, Deborah Secco, Adriana Esteves e Emilio Dantas conta a história de Beto (Emilio Dantas) que se tornou famoso como cantor. Para ajudar a pagar parte das dívidas da família e depois de uma gestão desastrosa da sua carreira, o cantor aceita dar um novo espetáculo. 

O problema é que o avião em que Beto viaja cai e este é dado como morto. O cantor sobrevieu, mas depois de o Brasil ficar comovido com sua a morte, o irmão Remy e a namorada Karola (Deborah Secco) convencem-no a não se revelar e a passar um tempo na ilha de Boiporã. Com esta estratégia, conseguem tempo para ganhar dinheiro com a situação e recuperar a casa da família. É nesse momento que o jovem conhece Luzia (Giovanna Antonelli).

Os dois apaixonam-se e fazem planos de casamento, sem que ela saiba a verdadeira identidade do cantor. Depois de descobrirem as intenções de Beto, Karola e Laureta (Adriana Esteves) juntam-se e conseguem separar o casal. 

 

   Apesar de ser um sucesso no país irmão, "Segundo Sol" regista, até ao momento, menor audiência que a sua antecessora "O Outro Lado do Paraíso".

 

   A estreia está marcada para 3 de setembro, segunda-feira, ao final da noite.

 

   Veja o trailer.: 

 

facebooknovo.jpg

 

Quando o melhor da SIC continua a vir da Globo

20171022193515405948i.jpg

facebooknovo.jpg

 

   Durante anos a SIC alicerçou a sua programação em produtos oriundos da TV Globo. Graças às novelas vindas do Brasil, conseguiu tornar-se no canal português mais visto e garantir audiências que seriam impensáveis nos dias de hoje. 

 

   Os tempos mudaram e o canal de Carnaxide optou, e bem, por procurar um caminho diferente. Apostou na produção nacional e fez o seu caminho até obter qualidade suficiente para conseguir liderar.

 

   Ao longo dos anos as novelas brasileiras foram perdendo espaço na grelha de programação da SIC, mesmo que num passado recente, por exemplo, "Avenida Brasil" ou "Amor à Vida" tenham conseguido liderar sobre a forte concorrência da TVI. Além do espaço que perderam, foram muitas vezes desprezadas. Hoje em dia, só há uma produção da Globo no ar, sendo ela emitida já bem perto da meia-noite.

 

   É verdade que até a gigante cadeia de televisão brasileira sofre as suas crises, mas "O Outro Lado do Paraíso" é o maior sucesso dos últimos anos cá e lá.

 

   A base da história é uma vingança, fio condutor já utilizado em inúmeras produções, a diferença é a forma cuidada e extraordinariamente bem conseguida de como foi introduzida. Aliado a isso, junta-se ainda a forma exemplar e cativante de como se desenrolam todos os núcleos da novela. 

 

   "O Outro Lado do Paraíso" é, durante a semana, o único programa da SIC capaz de vencer a concorrência de forma sistemática  e é ainda o programa que melhor quota de mercado garante para a estação.

 

   Todos os bons resultados conseguidos por uma produção brasileira são mérito próprio. Há muito tempo que a estreia de uma história vinda do país irmão chega sem poupa nem circunstância, com fraca promoção e em horário tardio.

 

   Não tenho dúvidas de que a vingança protagonizada por Clara (Bianca Bin) é a melhor novela a passar em Portugal atualmente. A SIC deve seguir o seu caminho, só não deve renegar aquilo que ainda lhe dá alegrias.

 

facebooknovo.jpg

 

Quatro mulheres para apresentar a música europeia ao Mundo

Eurovision-2018.jpg

 

facebooknovo.jpg

 

A RTP revelou, esta tarde, as quatro mulheres que vão apresentar o "Festival Eurovisão da Canção" deste ano.

 

festival-euroviso-da-cano-2018-apresentadoras-impr

 

   A estação pública acabou, esta segunda-feira, com a especulação. Catarina Furtado, Sílvia Alberto, Filomena Cautela e Daniela Ruah vão apresentar a primeira edição, em solo português, do "Eurovision Song Contest". 

 

   A escolha da RTP é inédita, uma vez que nunca tinham sido nomeadas quatro mulheres para apresentar o certame.

 

   As escolhidas já se manifestaram nas suas páginas de Instagram. Conheça as reações e um resumo do percurso profissional de cada uma delas:

 

   Catarina Furtado

catarina.jpg

   

   Catarina começou a sua carreira na televisão no programa "TOP +", da RTP1.

 

   Em 1992 mudou-se para a SIC, onde apresentou o "Chuva de Estrelas". No canal de Carnaxide foi ainda a cara de programas como "Caça ao Tesouro", "Pequenos e Terríveis" ou "Catarina.Com", o último formato que apresentou na estação privada. Ainda na SIC, foi protagonista da novela "Ganância".

 

   No regresso à RTP, em 2003, apresentou a primeira edição da "Operação Triunfo". Juntou ainda ao currículo programas como "Música no Ar", "Príncipes do Nada", "Dança Comigo" ou, mais recentemente, "The Voice Portugal".

 

   A apresentadora foi também escolhida para apresentar a edição do "Festival da Canção" de 2017.

 

   Sílvia Alberto

 

silvia.jpg

    Sílvia também começou cedo nas lides televisivas. Estreou-se, também ela, na RTP em o "Clube Disney". Mudou-se, depois, para a RTP2 onde assumiu o "Clube da Europa".

 

   Em 2004 teve o seu primeiro grande desafio na SIC. Ao lado de Pedro Granger, apresentou o "Ídolos".

 

   Em 2006 regressou à RTP para substituir Catarina Furtado no "Dança Comigo". Seguiu-se o "Aqui Há Talento", "Operação Triunfo", "Olha Quem Dança" e "Masterchef".

 

   Este ano tem a seu cargo o "Got Talent Portugal", o "Sociedade Recreativa" e "Os Extraordinários".

 

   Filomena Cautela

 

filomena.jpg

 

    Filomena começou a carreira de atriz no teatro. Em 2002, os "Morangos com Açucar" lançam-na para as luzes da ribalta. Seguiram-se "Ana e os Sete", "Mundo Meu" e "Inspetor Max".

 

   Em 2005 venceu o casting para apresentadora da MTV Portugal e em 2007 fez a novela "Vingança", na SIC.

 

   Já em 2009 tornou-se apresentadora do "5 para a Meia-Noite", na RTP2, e passou ainda pelo canal Globo Portugal.

 

   Atualmente, é o rosto do formato semanal do programa que lhe abriu as portas na televisão pública.

 

   Daniela Ruah 

 

daniela.jpg

 

   Daniela é a única figura internacional no quarteto. Estreou-se na televisão pelas mãos da TVI, em "Jardins Proibidos". O bom desempenho fê-la voltar, mais tarde, em "Querida Mãe", "Filha do Mar", "Dei-te Quase Tudo" e "Tu e Eu".

 

   Em 2007 apresentou o formato "Cinebox", na TVI 24, e venceu o "Dança Comigo".

 

   Em 2009 conseguiu o papel que lhe acabou por mudar a vida. Participou na série norte-americana "NCIS" e vestiu a pele de Kensy Blye, no spin-off "NCIS: Los Angeles". A revista "Esquire" chegou a nomeá-la como uma das 100 mulheres mais bonitas do Mundo.

 

 

    As três apresentadoras da RTP e a atriz internacional sobem ao palco do Altice Arena a 8 e 10 de maio, nas duas primeiras semi-finais, e a dia 12 do mesmo mês, na grande final do concurso.

 

facebooknovo.jpg

 

"Paixão" VS "A Herdeira"

   

facebook.jpg

 

1024.jpg

 

 

   A SIC e TVI lançaram as suas principais apostas na área da ficção. Nas audiências, nestas primeiras semanas, "A Herdeira" não deu hipótese a "Paixão".

 

   A novela do canal de Queluz é líder incontestável de audiências, relegando a trama da estação de Carnaxide para um segundo plano bem longínquo.

 

   A verdade é que o fio condutor da história da TVI é bem mais denso e muito menos banal. É verdade também que já tudo, ou quase tudo, foi feito em televisão. O que existe é a possibilidade de alterar ou contar de outra forma. Foi o que fez Maria João Mira, a autora. Há quanto tempo a comunidade cigana não era retratada na ficção portuguesa?

 

   Claro que a ideia não é nova. "Explode Coração, emitida pela SIC, foi uma dos maiores sucessos de todos os tempos em Portugal. A novela da TV Globo contava a história de Dara, uma cigana, que se apaixonou por um homem que não pertencia à sua etnia.

 

   Aliado a esta "falsa" novidade, está um primeiro episódio explosivo, embora com algumas falhas. Destaque ainda para aquele que é um dos melhores genéricos realizados em Portugal nos últimos anos.

 

 

 

   Do outro lado temos "Paixão", com um banalíssimo fio condutor: um homem, injustamente preso, regressa anos depois com sede de vingança e encontra o amor da sua vida com outro homem. Mais tarde, descobre também que tem uma filha dessa mulher que ainda ama. Pelo contrário, ela odeia-o por achar que ele matou o seu pai.

 

   Ao contrário da novela da TVI, o primeiro episódio foi bem mais fraco. O momento mais empolgante foi, talvez, o pai da protagonista a cair de uma varanda e todo o drama que se fez à volta dessa situação. Contrastando, e muito, com uma cena de tiroteio numa festa, no México, em "A Herdeira".

 

   As contas são fáceis de fazer. No confronto direto, "A Herdeira" venceu sempre "Paixão". A trama da TVI conta, habitualmente, com mais de cerca de 200 a 300 mil espetadores que a novela da SIC.

 

   Daqui para a frente, muito dificilmente haverá uma inversão de resultados. Resta ao terceiro canal acertar na mouche na substituta e sobretudo esperar que a estação de Queluz de Baixo falhe na próxima escolha.

 

facebook.jpg

 

Pior a emenda

facebook.jpg

 

65743548_SC-TV-Estreia-da-novela-Novo-mundo-nova-t

 

   A SIC estreou a novela brasileira "Novo Mundo" em abril. No horário das 19H00, a estação de Carnaxide já era apenas a terceira estação preferida nas audiências.

 

   Com a chegada da história de época ficou ainda pior. Protagonizada por Isabelle Drummond e Chay Suede, "Novo Mundo" atirou a SIC para resultados miseráveis, abaixo até da audiência do programa das manhãs.

 

gosto disto.jpg

 

 

   A solução encontrada foi colocar a produção da Globo para lá das 00H00 e fazer regressar o "Gosto Disto!", apresentado por Andreia Rodrigues e César Mourão. A repetição foi um desastre ainda maior. Chegou a perder para o último episódio de "A Escrava Isaura", da CMTV, e até mesmo a novela que antes ocupava o horário chegou a ter mais público.

 

 

a familia mata.png

 

 

   A aposta ainda mais errada deu lugar, a semana passada, à reposição de "A Família Mata", que conta com Rita Blanco e José Pedro Gomes no elenco. Pouco ou nada mudou. A SIC continua em terceiro num horário importantíssimo. Cristina Ferreira e a TVI estão a léguas de distância e "O Preço Certo", da RTP1, também está longe.

 

   Ou na SIC andam a testar produtos para saber no que apostar em setembro ou então estão sem saber o que fazer. Não é com repetições que se sobem os resultados às 19H00. O "Jornal da Noite", por exemplo, já se recente nas audiências com estes péssimos antecedentes. A estação de Carnaxide tem de se mexer bem e depressa ou corre o risco de precisar de anos para recuperar a dignidade neste horário.

 

facebook.jpg

 

Desilusão

 

mw-1024.jpg

 

facebook.jpg

 

 

   Estive uns dias fora do país (peneirento) e, por isso, não tive tempo suficiente para escrever. Antes de ir, vi que a SIC preparava o regresso do "Gosto Disto!" e um novo programa chamado "Tudo Incluído". Estou completamente desiludido, talvez por culpa minha. Culpa minha porque achei que a SIC se tinha mexido e ia trazer novidades.

 

   Em primeiro lugar, pensei que o "Gosto Disto!" ia ter novos episódios, um novo cenário virtual, novos vídeos e que marcaria o regresso de César Mourão à televisão. Mesmo assim era pouco para uns dos horários mais competitivos da televisão portuguesa. Às 19h00, o canal de Carnaxide obtinha péssimos resultados com a novela brasileira "Novo Mundo".

 

   Em segundo lugar, pensei que o "Tudo Incluído" fosse a grande aposta para os domingos a partir de setembro. Um programa, sempre com o mesmo cenário, mas que a cada semana revivesse os icónicos programas da estação a propósito da comemoração dos seus 25 anos. 

 

   E o que é que a SIC preparou?

 

   Para as 19H00 retirou uma novela inédita, com maus resultados, e colocou no ar a repetição do "Gosto Disto!". Resultado? Não só não subiu nas audiências como nesta quarta-feira (07/06), por exemplo, teve a CMTV e a TV Globo, dois canais pagos, bem perto. Inpensável!

 

   Já o "Tudo Incluído", que estreia já este sábado (10/06), não é mais do que uma junção de vídeos dos grandes êxitos da SIC apresentados por Andreia Rodrigues.

 

   É tudo muito "poucochinho" para um canal que pretende ser líder de audiências.

 

   Repito. A SIC não é culpada pela minha desilusão. Eu é que ainda penso que o canal é aquele a que me habituei quando ainda era um criança.

 

facebook.jpg

 

SIC altera programação a 5 de junho

facebook.jpg

 

674370-970x600-1.jpeg

 

Os péssimos resultados de "Novo Mundo", às 19H00, terão sido a causa das mudanças na programação da SIC já a partir de segunda-feira.

 

 

   Com quatro portugueses no elenco, a novela brasileira "Novo Mundo", estreou em maio no horário de acesso ao prime-time. A trama não se conseguiu impor e colocou o canal de Carnaxide numa má posição. A audiência média dos cerca de 23 episódios exibidos não foi além dos 3,1% de rating e 10.1% de share. Bem longe do líder "Apanha Se Puderes", da TVI, e do "Preço Certo", da RTP1, vice-líder às 19H00.

 

   A SIC foi obrigada a mexer-se e o "Gosto Disto!" regressa já no dia 5 de junho. Apresentado por Andreia Rodrigues e César Mourão, o formato conta com a exibição de vídeos caseiros e alguns momentos de humor, protagonizados pelo ator e apresentador. O programa vai ocupar o horário deixado vago por "Novo Mundo" que é atirada para a madrugada.

 

   Ainda antes deste regresso, a reposição de "Laços de Sangue" é alargada em meia hora. Por sua vez, o "Juntos À Tarde" perde 30 minutos de exibição.

 

   Neste dia estreia ainda outra novela da TV Globo, às 23H30. "A Força Do Querer" é uma história de Glória Perez, autora de sucessos como "O Clone", "Explode Coração" e "Caminho das Índias".

 

   Com esta medida, a SIC passa a contar com mais de quatro horas de novelas no horário noturno, pelo menos até ao final de "A Lei Do Amor" que já entrou nos últimos episódios.

 

Lê também:

postsimples_fichatecnica_V1.png

Ficha Técnica com Mariana Marques: "Não pretendo regressar à televisão tão cedo"

facebook.jpg

 

 

 

 

"Paga para ver" - O que veem os portugueses na televisão paga?

facebook

 

pagaparaver

   

   Três em quatro lares portugueses têm serviços de televisão paga, segundo dados do mais recente Barómetro de Telecomunicações da Marktest.

 

   A verdade é que, cada vez mais, se lê e se ouve que os portugueses estão a alterar os seus hábitos televisivos. Que veem mais séries ou mais filmes, preterindo as novelas. Que já começam a preferir os canais pagos em relação aos canais de sinal aberto. 

 

   Talvez esteja tudo certo, ou talvez não. Sabes o que é que os portugueses pagam para ver?

 

   De 12 a 25 de setembro, novelas, filmes, desenhos animados, debates futebolísticos e uma partida de Hóquei em Patins foram os programas com maior destaque a entrar num conjunto de 20 mais vistos.

  

 MaisCupão - Número em Portugal em códigos de descontos online

 

   

   O filme "Os Mercenários 2", emitido pelo canal Hollywood, foi líder de audiências na semana de 12 a 18 de setembro e o jogo de Hóquei em Patins disputado entre o SL Benfica e o FC Porto, emitido pela TVI24, alcançou o pódio na semana seguinte.

 

 

 

   As novelas são também líderes na televisão paga. "Os Dez Mandamentos - Nova Temporada", da TV Record, e "A Escrava Isaura", da mesma televisão mas emitida p´la CMTV, são as mais vistas em Portugal. A repetição de "Morangos com Açucar III", no Panda Biggs, e "Êta Mundo Bom!", da Globo também figuram no "top".

 

 

   MaisCupão - Número em Portugal em códigos de descontos online

   

 

   Os debates sobre futebol também não ficam de fora. "Prolongamento" e "Mais Bastidores", da TVI24, juntam-se ao "Play-Off" e ao "Dia Seguinte" da SIC Notícias no segmento dos mais vistos.

 

 

   

   O Panda é dono e senhor dos "Top 20" semana após semana. É o canal que mais programas coloca no ranking. Entre eles destacam-se os seguintes: "Patrulha Pata", "Ruca", "Dora e os amigos na cidade", "Masha e o Urso", entre outros. Na secção dos desenhos animados, o Disney Junior e o Disney Channel também conseguem figurar na lista.

 

   Em duas semanas, nas contas dos mais vistos da televisão paga, não há séries, não há talent ou reality-show´s, não há culinária, não há noticiários, não há documentários e filmes apenas três.

 

   Os hábitos televisivos dos portugueses estão assim tão diferentes? Acho que não!

facebook