Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

A caixa que já foi mágica

Blog de opinião sobre a televisão portuguesa

Estreia de Ricardo Araújo Pereira dá liderança à TVI

transferir.png

Fotografia.: imagem retirada de www.mag.sapo.pt

facebooknovo.jpg

"Gente Que Não Sabe Estar" é o novo segmento do "Jornal das 8", da TVI, que estreou este domingo. O formato de humor conseguiu a liderança das audiências no primeiro programa.

 

Ricardo Araújo Pereira regressou à antena da TVI para apresentar um novo formato de humor. O antigo "Gato Fedorento", ao longo de vários meses, vai esmiuçar a vida política portuguesa. Na estreia, o humorista conseguiu que o seu "Gente Que Não Sabe Estar" fosse líder de audiências (14,1% de audiência média e 27,4% de quota de mercado).

 

Com a ajuda da nova rubrica, o "Jornal das 8", neste domingo apresentado por Judite de Sousa, foi o programa mais visto do dia com 13,2% de audiência média e 26,4% de quota de mercado.

 

Depois de vencer no sábado, a SIC recuou ao segundo lugar dos canais mais vistos, deixando a liderança a cargo da TVI. A RTP1 teve um domingo negro, ficando com quase menos 10 pontos percentuais que o canal de Carnaxide.

 

Curiosidades.:

- O "Dança com as Estrelas", da TVI, foi o programa mais visto do horário nobre. Contudo, o "Lip Sync Portugal", que estreou na passada semana na SIC, conseguiu subir face à estreia e aproximou-se do principal concorrente.

- O "Famílias Frente a Frente", da RTP1, não conseguiu impor-se e registou a sua pior audiência desde a estreia.

- A SIC decidiu apostar em o "Cabaret da Coxa", o formato da Radical ,apresentado por Rui Unas e que regressou para cinco programas especiais no final de 2018. O programa foi líder de audiências.

- O "Somos Portugal" conseguiu mais um importante resultado nas tardes da TVI. Apesar da forte concorrência do cinema da SIC, o programa popular foi o quinto mais visto de domingo.

Alguns dados apresentados são provisórios, da responsabilidade da CAEM/GfK e podem sofrer alterações. Incluem Vosdal.

facebooknovo.jpg

Um agricultor à procura da mulher ideal é a nova aposta da SIC

12670778_1113901791964148_4701593140966437298_n.jp

facebooknovo.jpg

O canal liderado por Daniel Oliveira escolheu "The Farmer Wants a Wife" para ter uma versão portuguesa. Depois do sucesso obtido por "Casados à Primeira Vista", a estação decidiu continuar a apostar na procura pelo amor.

 

"The Farmer Wants a Wife", exibido atualmente pela SIC Mulher, é um sucesso australiano que já conta com várias edições naquele país e ainda com adapatações noutros tantos.

 

O objetivo do programa passa por descobrir a mulher ideal para um homem que vive da agricultura. O candidato terá de escolher entre as várias concorrentes que serão colocadas à prova. Para conquistar o coração do agricultor, as candidatas terão de realizar várias tarefas ligadas ao campo, como tirar o leite de uma vaca ou colher ovos num galinheiro.

 

Por enquanto, só a produtora lançou o desafio àqueles que se quiserem aventurar. Para isso, terão de ligar o número 913 065 950. A Fremantle Portugal, responsável por programas como "Ídolos" ou "O Preço Certo", ficará a cargo da versão portuguesa.

 

A SIC ainda não confirmou a aposta, nem o dia de exibição.

facebooknovo.jpg

7-0. "O Programa da Cristina" leva Goucha a perder para "A Praça da Alegria"

mw-1440.jpgFotografia.: Rui Valido, sic.pt/oprogramadacristina

facebooknovo.jpg

Cristina Ferreira conseguiu alcançar a melhor cota de mercado em cinco dias de exibição do seu programa. Nesta terça-feira, o programa da SIC venceu as audiências durante a manhã e o "Você na TV" registou um novo mínimo, chegando mesmo a perder para a RTP1.

 

"O Programa da Cristina" mostra, a cada dia que passa, que os bons resultados obtidos na estreia podem não representar apenas o "efeito novidade".

 

Ao sétimo episódio, a nova cara do canal de Carnaxide conseguiu prender a atenção de mais de 524 mil espectadores, em média. Estes valores significam que Cristina Ferreira alcançou uma audiência média de 5,4% e 37,5% de quota de mercado.

 

Nesta terça-feira (15/01), Manuel Luís Goucha e Maria Cerqueira Gomes registaram um novo mínimo de audiência desde que se tornaram numa dupla. O "Você na TV" chegou a perder, nos 10 minutos iniciais, para a RTP1. O fosso do programa da TVI para a SIC é cada vez maior e o formato não foi além dos 238 espectadores, em média (2,5% de rating e 16,9% de quota de mercado).

 

Apesar de ter conquistado a vice-liderança nas audiências quando o relógio batia nas 10H10 da manhã, o "A Praça da Alegria" manteve o terceiro lugar no total da sua exibição. Com Sónia Araújo e Jorge Gabriel estiveram uma média de cerca de 143 mil espectadores (1,5% de audiência média e 10,5% de share).

 

Nas contas finais do dia, a SIC voltou a liderar as audiências em Portugal (19%). No segundo lugar ficou a TVI (17,5%) e a RTP1 registou uma subida apesar do terceiro lugar (15,7%). Aliás, o canal público viu a transmissão do Vitória SC X SL Benfica tornar-se no programa mais visto de terça-feira.

Alguns dados apresentados são provisórios, da responsabilidade da CAEM/GfK e podem sofrer alterações. Incluem Vosdal.

facebooknovo.jpg

 

"Lip Sync Portugal" não segura liderança de "Casados à Primeira Vista"

49947188_10157001467814732_4333282561808662528_n.j

Fotografia.: imagem retirada da página de Facebook da SIC

facebooknovo.jpg

O novo programa da SIC estreou, este domingo à noite, apresentado por João Manzarra e César Mourão. A nova aposta não conseguiu manter a liderança das audiências e perdeu para o "Dança com as Estrelas", da TVI.

 

Prometia colocar figuras públicas a dançar e a fazer playback e cumpriu. "Lip Sync Portugal" contou com as presenças de Áurea, Clara de Sousa, Diogo Amaral, Raul Meireles, Carolina Patrocínio com assuas irmãs e Sara Matos, que se tornou na vencedora da primeira edição.

 

O formato internacional de sucesso não conseguiu convencer a maioria dos portugueses que assistiu televisão no domingo à noite. O programa foi o quarto mais visto do dia, com uma audiência média de 11,3% e 25 % de quota de mercado. Ao todo, contou com cerca de um milhão e 97 mil espectadores.

 

Por outro lado, o "Dança com as Estrelas" alcançou o melhor resultado desde que estreou. O programa da TVI conseguiu captar a atenção de cerca de um milhão e 258 mil espectadores. Rita Pereira e Pedro Teixeira tiveram uma audiência média de 13% de rating e 28% de quota de mercado.

 

Bem longe das privadas esteve o "Famílias Frente a Frente". O programa de cozinha da RTP1 não foi além dos cerca de 482 mil espectadores.

 

Neste domingo (13/01), a TVI liderou as audiências, seguida da SIC e só depois a RTP1.

 

Artigos relacionados.:

"Lip Sync Portugal" - Opinião

facebooknovo.jpg

Alguns dados apresentados são provisórios, da responsabilidade da CAEM/GfK e podem sofrer alterações. Incluem Vosdal. 

"Lip Sync Portugal" - Opinião

Lip-Sync-Portugal.jpg

facebooknovo.jpg

O primeiro programa foi para o ar este domingo e juntou César Mourão e João Manzarra, pela primeira vez, na apresentação.
 
 
Começo pelo fim, no geral, não gostei do novo programa da SIC.
 
 
As razões são várias e a primeira está relacionada com o facto de já não gostar do formato internacional, que é um sucesso, quanto a mim, apenas e só porque as grandes estrelas do cinema de Hollywood participam.
 
Não gosto porque, neste programa, o objetivo é colocar pessoas conhecidas do grande público a fazer playback e a imitar grandes nomes da música. Grande coisa.
Já tivemos o mesmo, mas com os mesmos conhecidos a cantar e a dançar sem a ajuda de uma gravação.
 
 
A versão portuguesa tem um bom cenário, embora demasiado escuro, e conta com um Manzarra cada vez mais desinteressado e desajeitado a todos os níveis. O apresentador ou se reinventa ou corre o risco de desaparecer dos ecrãs por tempo indeterminado. Já César Mourão, de quem gosto e aprecio o trabalho, esteve melhor que o parceiro. Ainda assim, faço-lhe um reparo: gozou por duas vezes com o facto de Cristina Ferreira falar muito alto, mas ele próprio entregou-se ao histerismo durante todo o programa.
 
 
Por sua vez, Débora Monteiro não esteve péssima, só que a ideia de criar uma figura a que se chama de "DJ" e que na sua apresentação afirma que não é ela que vai passar música não faz qualquer sentido.
 
 
Outra das grandes falhas que tenho a apontar relaciona-se com a ausência de um pequeno excerto do original a que os convidados se propõem a imitar. Por acaso conheço o videoclip de "Toxic", de Britney Spears, mas o restante público é obrigado a conhecer? Ou seja, quem nunca viu, perde o interesse porque não tem ponto de comparação.
 
 
Já a primeira atuação de cada artista e o "duelo final" são tão isentos de conteúdo que retiram, ainda mais, o interesse para o restante programa.
 
 
Mesmo assim, nem tudo é mau. Não ter um "760" durante toda a emissão é um alívio. Os convidados selecionados para o primeiro programa foram bons e, no geral, o "Lip Sync Portugal" até apresentou alguns momentos de diversão.
 
 
Apesar disso, e de o primeiro programa até não ter tido um mau resultado de audiência, acredito que este seja o primeiro grande erro de Daniel Oliveira enquanto Diretor de programas da SIC.
 
 
Artigos relacionados.:
 

facebooknovo.jpg

 

Cristina faz o pleno e lidera todos os dias da demana

o-programa-da-cristina-dia-2-15.jpg

Fotografia.: Rui Valido, retirada do site dailycristina.com

facebooknovo.jpg

 

"O Programa da Cristina" conseguiu manter a liderança destacada, esta sexta-feira. O formato da SIC liderou durante toda a semana desde que estreou a 7 de janeiro.

 

Cristina Ferreira continua imbatível desde que se estreou no canal de Carnaxide. O último dia da semana não foi exceção (11/01) e a apresentadora manteve a liderança do início ao fim do programa.

 

Com a sua nova casa, Cristina conseguiu captar a atenção de mais de 495 mil espectadores, em média. Relativamente a audiências, "O Programa da Cristina" registou 5,1 % de rating e 37% de quota de mercado. Neste dia, o talk-show chegou a registar uma quota de mercado de 42,2%, o que significa que quatro em cada dez pessoas que assistiam televisão àquela hora estavam ligadas na SIC.

 

Bem longe continua o antigo líder "Você na TV". Ao todo, Manuel Luís Goucha e Maria Cerqueira Gomes reuniram a preferência de uma média de cerca de 273 mil espectadores, menos 222 mil que o líder no horário das manhãs. O programa da TVI não teve hipótese já que registou 2,8% de audiência média e 20,4% de quota de mercado.

 

Fora da corrida pela liderança mantiveram-se Sónia Araújo e Jorge Gabriel. O "A Praça da Alegria" alcançou um dos piores resultados dos último tempos ao não ir além dos cerca de 1,1% de audiência média e dos 7,9% de quota de mercado.

 

Curiosidades.:

- À semelhança de "O Programa da Cristina", e muito por sua causa, a SIC liderou as audiências todos os dias da semana, de 7 a 11 de janeiro. A TVI ocupou o segundo lugar, seguida da RTP1.

 

- O programa de Júlia Pinheiro bateu o seu próprio recorde nesta sexta-feira. Júlia liderou sobre o "A Tarde é Sua" e o "Agora Nós".

 

- A novela "Gabriela" despediu-se dos ecrãs também na liderança, sendo o 8º. programa mais visto do dia. 

 

- "O Preço Certo", da RTP1, foi o programa mais visto no horário das 19H00, fechando o TOP 5 do dia 11 de janeiro.

 

- A TVI só conseguiu liderar no horário nobre. "Valor da Vida" e a "Teia" deixaram as novelas da SIC bem longe.

Alguns dados apresentados são provisórios, da responsabilidade da CAEM/GfK e podem sofrer alterações. Incluem Vosdal.

facebooknovo.jpg

 

Cristina aumenta vantagem sobre Goucha ao segundo programa

mw-1600 (1).jpg

Fotografia.: retirada de sic.pt/Programas/o-programa-da-cristina

facebooknovo.jpg

 "O Programa da Cristina", que foi para o ar esta terça-feira, conseguiu aumentar a quota de mercado da estreia e alargar a vantagem sobre o "Você na TV".

 

O novo programa das manhãs da SIC voltou a não dar hipótese à concorrência. Cristina Ferreira conseguiu uma audiência média de 6% e uma quota de mercado de 41.6%, mais 1% que na estreia.

 

Ainda assim, a apresentadora perdeu alguns seguidores. Em média, foram cerca de 584 mil espectadores, quase menos 84 mil que na segunda-feira.

 

Mas se Cristina perdeu, Manuel Luís Goucha e Maria Cerqueira Gomes perderam ainda mais. Desta feita, o "Você na TV" manteve a vice liderança com 2.6% audiência e 19.1%  de quota de mercado. O formato da TVI captou a atenção de cerca de 249 mil espectadores, em média, menos 126 mil que no dia anterior.

 

Pelo contrário, a "Praça da Alegria" conquistou mais espectadores que na manhã de dia 7 de janeiro, apresar de manter a terceira posição no horário. O programa da RTP1 registou 1,3% de audiência média  e 9.2%, ou seja, cerca de 127 mil espectadores.

 

Também nesta terça-feira a SIC voltou a vencer a TVI e liderou as audiências em Portugal. No canal de Carnaxide, todos os programas lideraram desde "O Programa da Cristina", até chegar "O Preço Certo", no acesso ao horário nobre. O "Jornal da Noite" voltou à liderança e o canal de Queluz de Baixo só conseguiu vencer com as novelas "Valor da Vida" e a "Teia". A estação de Pinto Balsemão voltou a ser a mais vista quando "Segundo Sol" foi para o ar, já ao final da noite.

 

Alguns dados apresentados são provisórios, da responsabilidade da CAEM/GfK e podem sofrer alterações. Incluem Vosdal.

Leia também.:

"O Programa da Cristina" - Opinião

facebooknovo.jpg

 

 

 

Cristina vence na estreia e tem melhor resultado desde 2002

mw-1600.jpg

Fotografia.: retirada de sic.pt/Programas/o-programa-da-cristina

facebooknovo.jpg

 

"O Programa da Cristina" estreou na segunda-feira, na SIC, e conseguiu vencer toda a concorrência das manhãs. O formato teve a melhor audiência em 17 anos.

 

 

Cristina Ferreira não deu hipótese e o seu programa liderou do início ao fim. Aliás, já bem perto dos minutos finais a apresentadora conseguia chegar bem perto da barreira do milhão de espectadores.

 

Nas audiências, a nova casa da menina da Malveira conseguiu 6.9% de audiência média e 40.6% de quota de mercado. Isto significa que mais de 670 mil espectadores seguiram, em média, o programa.

 

Para a SIC, esta vitória significou um novo rumo na sua história. A estação não conseguia uma cota de mercado tão elevada no horário desde 2002, quando Fátima Lopes apresentava o extinto "SIC 10 Horas". Na época, a concorrência eram a "Praça da Alegria" e o "Olá Portugal", de Manuel Luís Goucha.

 

O antigo parceiro de Cristina viu o "Você na TV" perder a habitual liderança. O apresentador e Maria Cerqueira Gomes começaram mais cedo do que o habitual, com a equipa da Rádio Comercial, mas não conseguiram abafar a estreia da concorrência. A aposta da TVI não foi além dos cerca de 375 mil espectadores, em média, o que corresponde a 3.9% de rating e 24% de quota de mercado.

 

O "A Praça da Alegria" ficou em terceiro lugar no horário da manhã, bem longe dos valores das privadas. O histórico programa da RTP1 registou 1.1% de rating e 6.8% de quota de mercado. Relativamente a números de espectadores, não foi além dos cerca de 108 mil, em média.

 

Nesta segunda-feira, muito graças a "O Programa da Cristina", a SIC foi líder de audiências relegando a TVI para segundo lugar. A RTP1 manteve-se em terceiro.

 

Alguns dados apresentados são provisórios, da responsabilidade da CAEM/GfK e podem sofrer alterações. Incluem Vosdal.

 

Leia também.:

"O Programa da Cristina" - Opinião

facebooknovo.jpg

 

"O Programa da Cristina" - Opinião

mw-1440.jpg

Fotografia.: sic.pt/oprogramadacristina

facebooknovo.jpg

A estreia de Cristina Ferreira na SIC aconteceu, finalmente, esta segunda-feira. As expectativas relativamente ao "O Programa da Cristina" eram altas e não saíram defraudadas. 

 

Comecemos pelo cenário. Baseado numa casa, a ideia não é nova e muito menos inédita em Portugal. Herman José utiliza a mesma premissa no seu "Cá Por Casa", mas isso não lhe retira valor. A dinâmica que uma "casa" dá a um programa de televisão é bastante interessante e, neste caso, é diferenciador do que a concorrência direta diz respeito. Além disso, este cenário é, arrisco-me a dizer, o melhor que a SIC já teve no que toca a talk-shows nos últimos anos.

 

Quanto a conteúdos, não se pode afirmar que sejam realmente diferentes do que hoje se faz e do que sempre se fez nestes formatos. O primeiro programa, que decorreu a um excelente ritmo, foi mais pesado, sobretudo pelos temas relativos a perda de filhos ou os habituais temas criminais. Aí, a passagem para temas mais leves não foi tão perfeita como o resto.

 

Nesta estreia pudemos ver uma Cristina diferente. Além do novo corte de cabelo, a apresentadora estava mais serena do que aquilo a que habituou o público, diria que num estilo mais aproximado ao de Júlia Pinheiro. Para já, a mudança não é prejudicial.

 

A nova cara do canal de Carnaxide e a sua equipa conseguiram ainda algo extraordinário. Com tudo o que aconteceu ao longo da estreia, "O Programa da Cristina" conseguiu ser notícia nos mais variados meios de comunicação, desde jornais desportivos, a diários e rádios. Para isso, contribuiu o telefonema do Presidente da República, Marcelo Rebelo de Sousa, a parabenizar a amiga Cristina Ferreira e, também por isso, podemos desculpar tal ato da maior figura da República Portuguesa.

 

Por outro lado, a presença do presidente do Sport Lisboa e Benfica captou a atenção de outro público. Luís Filipe Vieira esteve presente, falou sobre a sua vida pessoal e sobre o clube que lidera.

 

No primeiro programa não  consigo encontrar defeitos dignos de grande registo. Talvez a música melancólica durante os momentos de tensão tenha o volume demasiado elevado e seja também metida "a martelo".

 

Esta terça-feira saberemos se Cristina Ferreira conseguiu ter mais inquilinos na nova casa do que a antiga. Se tiver, será um feito digno de registo. Se não tiver e tiver ficado próximo do líder "Você na TV", será um sinal importante de que algo pode mudar. Se tiver ficado longe, será um balde de água fria e a certeza de que a vitória será ainda mais complicada do que se esperava.

 

Uma coisa é certa, as manhãs da televisão portuguesa estão ao rubro e Cristina contribuiu para melhora-las.

facebooknovo.jpg

 

Cristina Ferreira dá melhor resultado de sempre ao "Alta Definição"

vip-pt-36504-noticia-alta-definicao-atinge-resulta

Fotografia.: Instagram de Daniel Oliveira

facebooknovo.jpg

A entrevista com a apresentadora ao formato da SIC, emitido este sábado, foi o programa mais visto do dia e captou a atenção de mais de um milhão de espectadores

 

O testemunho dado por Cristina Ferreira a Daniel Oliveira arrasou a concorrência ao conquistar 11,5% de audiência média e 35,6% de quota de mercado.

 

O "Alta Definição" foi o programa mais visto de sábado, deixando para trás qualquer novela emitida em horário nobre.

 

Em média, cerca de um milhão e 100 mil espectadores viram a entrevista da menina da Malveira. Em quase 10 anos de programa, nunca o formato da SIC tinha conquistado tais valores.

 

No mesmo horário, a repetição de "Pesadelo na Cozinha", da TVI, não foi além dos 5% de audiência média e dos 17.4% de quota de mercado. Ainda mais longe ficou "A Voz do Cidadão", da RTP1, com 2.6% de rating e 8.2% de share.

 

Recorde-se que Cristina Ferreira tem a estreia do seu programa marcada para esta segunda-feira, 7 de janeiro, nas manhãs do canal de Carnaxide.

Alguns dados apresentados são provisórios, da responsabilidade da CAEM/GfK e podem sofrer alterações. Incluem Vosdal.

facebooknovo.jpg