Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

A caixa que já foi mágica

Blog de opinião sobre a televisão portuguesa

Dez recordações no Dia Mundial da Televisão

new_tv_channel_0.jpg

facebooknovo.jpg

No dia 21 de novembro comemora-se o "Dia Mundial da Televisão". A televisão, enquanto objeto, está morrer aos poucos e os canais tentam, com muito custo, reinventar-se nos dias de hoje, dominados pela Internet.

 

Quando escolhi o nome para o "A Caixa que já foi Mágica", pensei nos tempos em que tudo aquilo que passava naquele ecrã era mágico. Sobretudo nos anos 90, e claro nos anos anteriores, a televisão tinha magia porque o efeito novidade era verdadeiro e nós, enquanto espetadores, não fazíamos ideia de como tudo era feito.

 

Em 2018, já foi tudo inventado. O que existem são várias nuances para algo que já foi criado. Além disso, a mística do "como é que fazem aquilo?" deixou de existir porque a informação é mais difundida, sobretudo nas redes sociais, e os próprios canais têm programas que mostram os "bastidores" de quase todos os seus produtos.

 

Nasci em 1989 e tenho na memória um sem número de momentos em que a televisão marcou a minha vida. 

 

Hoje escolho e relembro alguns dos programas que mais me marcaram nas mais variadas categorias.

Série

"Médico de Família"

Fotografia.: Gerardo Santos - Global Imagens

A série estreou na SIC em 1998. Fernando Luís, Rita Blanco, Francisco Garcia, Maria João Abreu, Henrique Mendes e Sara Norte protagonizaram a produção da Endemol, baseada num original espanhol. Seguida por uma média de cerca de dois milhões de espectadores, a história centrava-se na vida de um médico, viúvo, que tinha a seu cargo três filhos, um sobrinho e o pai. "Médico de Família" foi a série mais vista de sempre em Portugal.

 

Novela

"A Indomada"

cadeirudo_201abbe7f2bd1ba5d5bc9c1eb7065e59c7686896

A qualidade crescente das novelas portuguesas é inegável. Ainda assim, não é fácil fazer esquecer a qualidade das tramas brasileiras da gigante TV Globo, emitidas pela RTP1 e pela SIC.

Adquirida pelo canal de Carnaxide em 1997, "A Indomada" foi uma das histórias de maior sucesso em Portugal. Poucos são aqueles que viveram naquele ano e que não se lembram da figura de "Cadeirudo", que atacava as mulheres em noite de lua cheia. No final, o segredo da personagem misteriosa foi revelado e soube-se que, afinal, a figura desajeitada era uma mulher.

A personagem principal era Eulália (Adriana Esteves) que se apaixona por Zé Leandro (Carlos Alberto Riccelli), mas os dois sofrem com a perseguição da família da jovem que não aceita a relação. Pedro Afonso (Cláudio Marzo), irmão de Eulália, ameaça Zé Leandro de morte. O rapaz é obrigado a fugir, mas promete voltar um dia. Eulália passa a viver em segredo e sempre a fugir do rancor do irmão e das maldades da cunhada Altiva (Eva Wilma).

 

Reality-show

"Big Brother"

642.jpg

 

Apesar de recordar programas como "Survivor" (TVI) ou "Masterplan" (SIC), é impossível esquecer aquele foi o primeiro reality-show realizado em Portugal.

"Big Brother" trouxe Teresa Guilherme de novo à ribalta e deu a conhecer Zé Maria, o jovem de Barrancos que apaixonou os portugueses. Na SIC, o formato foi rejeitado e a TVI aproveitou a oportunidade. Foi o início do fim da liderança nas audiências para o a estação de Pinto Balsemão. A primeira edição do programa foi para o ar em 2000.

 

Talent-Show

Operação Triunfo

cf (1).jpg

É um género de programa que me agrada especialmente e são muitos os formatos que caberiam nesta categoria. Contudo, a primeira "Operação Triunfo" marcou-me, de alguma forma, mais do que qualquer outro formato.

Também adaptado de uma ideia espanhola, o concurso descobriu novos talentos na música. A primeira edição foi apresentada por Catarina Furtado, em 2003.

Ainda hoje guardo alguns cd´s que eram lançados, semanalmente, com as músicas cantadas em cada gala.

 

Talk-Show

"Herman SIC"

A1-2072908_resized.jpg

A minha admiração por Herman José começou aqui, no "Herman SIC". O melhor humorista português protagonizou a maior transferência de sempre na televisão portuguesa, quando trocou a RTP pela SIC, em 1999. O programa contava com vários momentos de humor, música e entrevistas. Foi, durante muitos anos, o maior palco da televisão portuguesa, onde eram recebidas grandes figuras internacionais como Sting, Anastasia ou Elton John. 

 

Concurso

"Quem Quer Ser Milionário?"

hqdefault.jpg

Muitos programas cabiam nesta categoria, mas o "Quem Quer Ser Milionário?" merece ser recordado. Foi um dos mais bem sucedidos formatos de perguntas de cultura geral em Portugal e em todo o Mundo. Vários foram os apresentadores do concurso, mas Carlos Cruz foi o primeiro.

A edição inaugural foi emitida em 2000, na RTP1.

 

Humor

"Não Há Pai"

mw-680.jpg

Também aqui as escolhas podiam ser várias: desde "Malucos do Riso", "A Loja do Camilo" ou "Levanta-te e Ri", mas "Não Há Pai!" merece ser recordado. Foi um dos últimos formatos de ficção emitidos em direto e com público ao vivo. A sitcom foi também o último trabalho de Camacho Costa, que faleceu em 2003, e que marcou também o final da série de humor. 

Estreada em 2002, na SIC, os seus episódios giravam em torno da família Boavida.

 

Desenho Animados

"Dragon Ball"

originals-fw18-dragonball-mh-d-v1_tcm66-283071.jpg

Foi um dos maiores sucesso dos anos 90 e, ainda hoje, a série japonesa é recordada e seguida por milhões de fãs. Portugal não foi exceção. Emitida originalmente pela SIC, as dobragens em português deram um cunho muito característico ao anime. A história de Son Goku começou a ser contada na língua de Camões em 1995.

 

Informação

"Grande Reportagem SIC/VISÃO"

foto2.jpg

 

Em tempos, a "Grande Reportagem" teve honras de horário nobre de domingo na SIC. Naquela época, os trabalhos jornalísticos era emitidos após o "Jornal da Noite" e chegaram a conseguir extraordinárias audiências, talvez impensáveis nos dias de hoje.

Em 2007, o canal exibiu o trabalho de Pedro Coelho, intitulado de "Rosa Brava". A reportagem focava-se numa menina de 16 anos, natural da Serra da Estrela, que foi obrigada pelos pais a deixar a escola aos 14 anos. Rosa teve de ir pastar o gado da família.

Lembro-me de esta história me ter marcado ao ponto de me impulsionar a estudar jornalismo.

 

Internacional

"Jogos Sem Fronteiras"

jsf1994_prespt1.jpg

Ainda hoje faz parte do imaginário de muitos portugueses. "Jogos Sem Fronteiras" relembra, automaticamente, Eládio Clímaco, também ligado aos comentários do "Festival Eurovisão da Canção".

O formato eurovisivo juntava equipas de países europeus que participavam em várias provas de força, perícia e rapidez.

Um regresso à RTP chegou a ser pensado recentemente, mas acabou por não avançar.

Portugal participou pela última vez em 1998 e iniciou as suas participações em 1981.

facebooknovo.jpg

 

"Masterchef Portugal" regressa ainda este ano

Fotografia.: Shine Iberia

facebooknovo.jpg

A TVI comunicou, esta quinta-feira, que o "Masterchef Portugal" vai ter duas edições especiais, emitidas em dezembro, e que uma nova temporada chega já no próximo ano.

 

Manuel Luís Goucha, Rui Paula e Miguel Rocha Vieira voltam a vestir a pele de jurados no concurso culinário do quarto canal. As duas edições especiais vão juntar os concorrentes mais emblemáticos e bem sucedidos das edições anteriores, emitidas pela estação. Os dois programas vão para o ar no próximo mês, num espacial de Natal.

 

Em 2019, a terceira edição do "Masterchef Portugal", sem contar com aquela que foi emitida pela RTP1, vai dar a conhecer novos concorrentes. Recorde-se que 2015 foi a última vez que o formato teve anónimos como aspirantes a cozinheiros.

facebooknovo.jpg

 

Tudo a nu no novo reality-show da TVI

101_day0blurredfix_0.jpg

facebooknovo.jpg

O canal de Queluz de Baixo deu a conhecer, esta quinta-feira, que estão abertas as inscrições para "O Contentor". O formato priva os participantes de todos os seus bens materiais, obrigando-os a viver as suas habituais rotinas.

 

O original dinamarquês, com o título internacional de "Stripped", é a nova aposta da TVI. O reality-show, ou experiência social, consiste em colocar uma família a viver na sua própria casa, despojada de qualquer objeto. Todo o conteúdo da habitação será colocado num contentor e só voltará ao local original se os concorrentes conseguirem vencer os desafios que lhes forem propostos.

 

Além ficarem com a casa vazia, a família ficará também sem roupa e terá de manter todas as suas rotinas diárias. Durante várias semanas terão apenas acesso fácil a alimentação.

 

As inscrições já estão abertas e os interessados devem enviar um e-mail para o endereço: casting@tvi.pt .

 

A data de estreia ainda não é conhecida, mas deve acontecer em 2019.

facebooknovo.jpg

 

"A Teia", "First Dates" e "Dança com as Estrelas" têm data de estreia marcada na TVI

fatima-lopes-first-date-950x556 (1).jpg

 

facebooknovo.jpg

 

A TVI anunciou a data de estreia de "First Dates" para dia 18 de novembro. Um dia depois chega a novela "A Teia", protagonizada por Diogo Morgado e Mafalda Marafusta. A nova edição do formato de cança chega a 9 de desembro.

 

 

O programa que junta Fátima Lopes e Rúben Rua chega uma semana após o final da segunda temporada de "Pesadelo na Cozinha". Domingo, dia 18 de novembro, chega o programa que promove o primeiro encontro entre dois desconhecidos. Durante um jantar, que terá a intervenção dos dois apresentadores, os dois concorrentes conversam entre si e decidem se querem ou não continuar a encontrar-se. "First Dates", adaptado em vários países, já foi comparado a "Casados à Primeira Vista", da SIC. 

 

Fátima Lopes defendeu-se das comparações, afirmando que o seu programa "não tem nada a ver" com o da concorrência.

Fotografia.: Logotipo de "A Teia"

 

Logo no dia seguinte, 19 de novembro, "A Teia" chega para substituir "Jogo Duplo" no horário nobre da TVI. A novela conta a história de Margarida (Mafalda Marafusta) que, ao receber uma mensagem no telemóvel e sem dizer nada à família, encontra-se em segredo com António (Diogo Morgado), com quem não contactava há muitos anos. Dias depois, os dois assaltam um banco utilizando um colar-bomba.

 

É este o fio condutor do policial proposto pelo canal de Queluz de Baixo. Alguma Imprensa comparou a trama com o sucesso brasileiro dos anos 1990, "A Próxima Vítima", emitida pela SIC. Na novela brasileira, as mortes de personagens eram uma constante sem nunca se saber quem cometia o crime.

 

15576790_ODQ3c.jpeg

 

No próximo mês é a vez do regresso de mais uma temporada de "Dança com as Estrelas", desta feita sem Cristina Ferreira. Rita Pereira e Pedro Teixeira assumem agora o desafio de comandar a nova edição do programa de sucesso. O dia 9 de dezembro, um domingo, foi a data escolhida pela TVI. Jessica Athayde, Kelly Bailey, Pedro Hossi, Júlia Palha e Bárbara Bandeira são alguns dos nomes que podem marcar presença no concurso de dança.

facebooknovo.jpg

 

"Casados à Primeira Vista" é ou não um sucesso?

Fotografia.: sic.pt

facebooknovo.jpg

 

A SIC anunciou o reality-show como uma "experiência social" e "Casados à Primeira Vista", antes de estrear, estava envolto numa real curiosidade. Essa curiosidade foi aguçada com a transmissão das versões internacionais na SIC Mulher. A televisão portuguesa, goste-se ou não do estilo, estava a apresentar algo novo ao público.

 

O sucesso dos "casamentos" pode ser avaliado de várias formas, já que as suas audiências são exatamente o contrário do que a TVI conseguiu outrora, com o mesmo modelo de exibição. O formato produzido pela Shine Iberia é emitido durante a semana, às 19H15, e também no horário nobre de domingo.

 

Se avaliarmos as transmissões ao fim de semana, não se pode afirmar que o programa seja um sucesso. Apesar de ter mantido o segundo lugar no horário, deixado pelo "Terra Nossa", "Casados à Primeira Vista" nunca foi capaz de se sobrepor ao líder "Pesadelo na Cozinha" que, incrivelmente, subiu os resultados desde que a TVI decidiu emiti-lo ligeiramente mais cedo para combater a aposta da SIC. 

 

Por outro lado, se avaliarmos as audiências durante a semana, o sucesso é inegável. Durante anos, nenhuma aposta do canal de Carnaxide conseguiu sequer chegar ao segundo lugar no horário das 19H00. "Linha Aberta" só deu o ar da sua graça já depois de ter sido anunciado o seu final e "Novo Mundo", "Gosto Disto" e "A Família Mata" foram uma autêntica desgraça. Agora, a liderança é uma constante e, quando não o é, também não fica muito longe do novamente líder "O Preço Certo". 

Fotografia.: sic.pt

 

Com "Casados à Primeira Vista", a SIC não só saiu do terceiro lugar das audiências num importantíssimo e competitivo horário da televisão portuguesa, como passou a liderar em vários dias. Já a TVI subestimou o público ao manter o "Apanha Se Puderes" depois da saída da Cristina Ferreira. O resultado foi passar a ficar atrás da concorrência dos dois canais generalistas.

 

Em suma, é impossível não considerar o formato como uma aposta ganha e como um sucesso. Além das boas audiências que o programa conquista, as conversas de rua sobre o tema e a repercussão nas redes sociais são os ingredientes para tal conclusão.

 

Artigos relacionados:

"Casamentos" atiram Cristina Ferreira para terceiro lugar nas audiências

"Casados à Primeira Vista" ou "Pesadelo na Cozinha"? Um deles liderou as audiências

Em noite de casamentos, Ljubomir bate recorde de audiências

A verdadeira prova de fogo

facebooknovo.jpg

 

Novelas em crise

Fotografia.: tv7dias.pt

 

facebooknovo.jpg

 

"Valor da Vida" e "Alma e Coração" são as duas novelas nacionais mais vistas pelos portugueses.

 

Embora sejam as mais assistidas pelo público, não significa que sejam um sucesso.

 

A novela da TVI leva sempre a melhor sobre a da SIC, mas se o ponto de comparação for a antecessora, "A Herdeira", "Valor da Vida" perde em grande escala.

 

O público parece ter rejeitado as duas produções, talvez por se afastarem daquilo a que se chama habitualmente de "novelão". Os temas escolhidos para fio condutor podem ser as grandes causas para essa rejeição. A produção protagonizada por Rúben Gomes, conta a história de um homem que acorda no Líbano sem uma única memória. Mais tarde, sabe-se que Artur, o nome do personagem, foi dado como morto há vinte anos. Quando volta para Portugal, toda a família e amigos ficam surpreendidos porque ele não envelheceu.

 

Fotografia.: Ana Antónia Bento

 

Já em "Alma e Coração", Soraia Chaves protagoniza a faceta mais "estranha" da trama. A sua personagem, Júlia, fez um transplante de coração. A mulher recebe o coração do avô de Diana (Cláudia Vieira) e torna-se numa pessoa amarga. Após o período de recuperação, Júlia sente um apelo e faz de tudo para ficar com a filha que a protagonista teve de deixar num lar de acolhimento.

 

Tudo o resto, em ambas as histórias, é mais do mesmo.

 

"Valor da Vida" chega a ter menos cerca de 100 mil espectadores do que tinha "A Herdeira". Já a história da SIC tem a missão mais difícil uma vez que "Paixão" não foi o sucesso que se aguardava. "Alma e Coração" chega a ter menos 100 a 200 mil espetadores que a história que a precedeu.

 

Com esta situação, a RTP1 consegue obter os melhores resultados dos últimos anos em horário nobre. O "Joker", apresentado por Vasco Palmeirim, é um verdadeiro caso de sucesso. O concurso teve, por exemplo, o melhor resultado a dia cinco de novembro, chegando mesmo a vencer a novela da SIC nos primeiros minutos.

 

Os canais privados têm um problema em mãos. É necessário correr atrás do prejuízo, alterar as tramas para conseguirem inverter a tendência na descida das audiências.  

facebooknovo.jpg

 

 

Quem é Maria Cerqueira Gomes?

Fotografia.: comeonmary.com

facebooknovo.jpg

 

A nova parceira de Manuel Luís Goucha, no "Você na TV", foi dada a conhecer esta terça-feira. Maria Cerqueira Gomes, cara do Porto Canal, vai substituir Cristina Ferreira nas manhãs da TVI.

 

Quem é, afinal, Maria Cerqueira Gomes? 

 

Natural da cidade do Porto, estudou no Instituto Português de Administração e Marketing (Matosinhos), de 2003 a 2007. 

 

A apresentadora descobriu, ainda enquanto estudava, a vocação para a comunicação e começou a sua carreira no Porto Canal, ainda em 2006. 

 

No currículo, conta com a experiência de quase 12 anos, com programas como "Quem te viu e quem te vê", "Porto Alive" ou "I Love New Me". Atualmente, dá a cara por "Olá Maria" e "4ª de Letra", no canal da invicta.

 

Aos 35 anos, Maria Cerqueira Gomes vai abraçar o maior desafio da sua carreira, ao estar à frente do programa líder de audiências em Portugal, no período matutino. Além de vir a fazer dupla com Manuel Luís Goucha, a substituta de Cristina Ferreira vai manter o seu site "Come On Mary!".

 

A sua estreia está prevista para janeiro do próximo ano, altura em que todo o "Você na TV" será reformulado.

facebooknovo.jpg

 

Vin Diesel dá alegrias à SIC em domingo liderado por "Pesadelo na Cozinha"

xxx-banner-full-2.jpg

facebooknovo.jpg

 

A estreia de "xXx: O Regresso de Xander Cage" foi o quarto programa mais visto na televisão portuguesa, este domingo. O formato de Ljubomir Stanisic garantiu o primeiro lugar no pódio, mesmo registando a pior quota de mercado da segunda temporada.

 

O filme protagonizado por Vin Diesel deu razões à SIC para sorrir. Estreada no final da tarde de domingo, a película venceu o "Somos Portugal" e garantiu um lugar no pódio das audiências do dia. Entre as 17h50 e as 20h00, horário em que foi emitido, o filme marcou 10.9% de audiência e 22.7% de quota de mercado.

 

À noite, "Pesadelo na Cozinha" voltou a liderar as audiências, apesar de ter registado o pior share da nova edição. O programa foi seguido por uma média de cerca de 1 milhão e 371 mil espectadores, que em audiências se traduz em 14.2% de audiência média e 27% de quota de mercado.

 

"Casados à Primeira Vista" subiu em relação à semana anterior, depois não ter concorrido diretamente com o formato da TVI, na totalidade da sua transmissão. Com início pelas 21H40, o programa da SIC disparou quando o principal concorrente já tinha terminado. O reality-show foi visto por uma média de cerca de 1 milhão e  154 mil espectadores. Quanto a audiências, os resultados foram de 11.9% de rating e 25.2% de share.

 

A estação de Queluz de Baixo liderou o dia com 18,8% de audiência com a SIC a apenas quatro décimas de diferença.

 

Alguns dados apresentados são provisórios, da responsabilidade da CAEM/GfK e podem sofrer alterações. Incluem Vosdal.

facebooknovo.jpg

 

Em noite de casamentos, Ljubomir bate recorde de audiências

Fotografia.: tvi.pt

facebooknovo.jpg

 

"Pesadelo na Cozinha" foi para o ar, este domingo (28/10), e voltou a bater o recorde de audiência que tinha alcançado na semana anterior. O programa da TVI deixou o "Casados à Primeira Vista" a quase meio milhão de espectadores de distância.

 

Desde que estreou a segunda temporada, Ljubomir Stanisic ainda não tinha conseguido um número tão elevado de público como o deste domingo à noite. Ao todo, o formato que promete ajudar os restaurantes portugueses a melhorar os seus serviços, foi seguido por uma média de 1 milhão e 469 espetadores. Com início às 21H15, o programa marcou marcou 15.2% de rating e 29.8% de quota de mercado.

 

Apesar da vice-liderança, o "Casados à Primeira Vista" não conseguiu manter os números da estreia. Ao segundo episódio emitido ao fim-de-semana, o reality-show foi seguido por 1 milhão e 41 mil espetadores, em média. O programa da SIC registou 10.8% de audiência média e 21.7% de quota de mercado.

 

Na perspetiva contrária ao "Pesadelo na Cozinha" esteve o "The Voice Portugal". O formato da RTP1 não foi além dos cerca de 787 mil espectadores, em média, o pior resultado da nova temporada. Nas audiências, os 8,1% de rating e os 17,4% de quota de mercado só permitiram ao talent-show vencer a concorrência quando as principais apostas dos canais privados já tinha terminado.

 

Alguns dados apresentados são provisórios, da responsabilidade da CAEM/GfK e podem sofrer alterações. Incluem Vosdal.

facebooknovo.jpg

 

"A Praça" volta a ter alegria já a partir de segunda-feira

jorge-gabriel-sc3b3nia-arac3bajo.jpg

facebooknovo.jpg

 

A RTP decidiu reformular o programa das manhãs e voltar ao seu nome original. A nova "Praça da Alegria" tem estreia marcada para segunda-feira (29/10).

 

 

Sónia Araújo e Jorge Gabriel vão ter uma nova "praça". Segundo informações do canal do Estado, o formato vai sofrer várias alterações a começar pelo cenário. Além disso, também os conteúdos do programa foram revistos e haverá mais espaço para a música, a moda e para momentos com dicas úteis para o dia-a-dia dos portugueses. 

 

José Fragoso, atual diretor de programas das RTP, decidiu ainda alargar a "Praça da Alegria" que, a partir de segunda-feira, passa a terminar apenas às 13H00.

 

Com esta iniciativa, a estação antecipa-se às anunciadas mudanças na concorrência no início do próximo ano. A SIC prepara a estreia de Cristina Ferreira e a TVI vai também reformular o "Você na TV".

 

A "Praça da Alegria" estreou-se em 1995, ainda pelas mãos de Manuel Luís Goucha e, desde essa altura, teve vários apresentadores, chegando ainda a estar algum tempo fora do ar.

facebooknovo.jpg